Pinguim recebe resposta da Prefeitura sobre adicional de insalubridade pago a varredores

IMG_06811O presidente da Câmara barbarense, Fabiano Ruiz Martinez, o Pinguim (PV), recebeu, nesta semana, resposta do Poder Executivo ao Requerimento 939/2013, de sua autoria, por meio do qual questiona a Administração Municipal a respeito do pagamento de adicional de insalubridade aos varredores de ruas. Quando apresentou o questionamento, Pinguim havia sido procurado por um grupo de varredores, que alegavam não receber esse adicional, enquanto outros servidores, nessa mesma função, tinham direito a esse valor.

Na resposta, o secretário municipal de Governo, Rodrigo Maiello, explica que o Município conta, atualmente, com 23 funcionários não função de varredor de rua, dos quais cinco estão afastados de suas atividades. Maiello destaca, também, que há divisão de tarefas e que nove varredores recebem o adicional com base no Anexo 14 da Norma Regulamentadora NR-15, da Portaria 3.214/78, do Ministério do Trabalho. “Para ser pago, o adicional de insalubridade depende das atividades desenvolvidas pelos profissionais sejam caracterizadas como insalubres, conforme determina a lei”, disse Maiello.
Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de SBO

Comentários

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta