Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Picolé para gato: posso oferecer essa guloseima para meu bichano?

Saiba como criar um picolé delicioso e nutritivo especialmente para seu pet.

 

Nos dias quentes, não há quem resista a um delicioso picolé. Refrescante e gostoso, ele é a alegria de adultos e crianças, principalmente em lugares tropicais, como o Brasil. Uma dúvida que pode surgir é se a guloseima pode ser oferecida para o seu bichinho de estimação.

 

De fato, tanto gatos quanto cães vão ficar te analisando com aquele olhar pidão caso você não ofereça um pedaço do seu picolé a eles. No entanto, ao contrário do que muita gente pensa, você pode refrescar o pet com um sorvetinho, sim.

 

Contudo, é preciso lembrar que o picolé deve ser apenas um refresco e não um substituto da ração. Afinal, por mais calor que esteja, ninguém vai ficar sem se alimentar corretamente só para se refrescar. Logo, isso também vale para os bichanos.

Receitas de picolés para gatos

Agora que você já sabe que pode dar picolé para o seu pet, é preciso lembrar que esse tipo de alimento deve ser preparado com ingredientes que sejam adequados para o organismo do animal.

 

Os picolés que nós, humanos, estamos acostumados a saborear não são indicados para gatos nem para cachorros porque possuem uma quantidade excessiva de açúcar e gordura, que não é bem digerida e pode causar reações indesejadas no seu pet, como gases, diarreia e vômito, por exemplo.

 

Por isso, o mais adequado é fazer o picolé para o seu gatinho em casa. Uma opção bem interessante é optar por uma receita que leve frutas batidas, aumentando a sensação de refrescância.

 

Lembre-se que algumas frutas não são indicadas para os pets, como laranja, limão, uva, caqui e abacate. Já melancia, melão, banana, maçã, manga e goiaba estão liberadas, desde que as sementes sejam removidas junto dos talos e dos miolos.

 

Aí, basta colocar a fruta de sua preferência em pedaços no liquidificador e colocar água filtrada ou água de coco aos poucos. No caso de frutas menos consistentes, como a melancia, coloque o mínimo de água possível para manter a textura.

 

Depois de bater bem no liquidificador, despeje o suco em formas de picolé ou de gelo. Lembre-se de colocar um palito para poder segurar o sorvetinho. Não adicione açúcar, nem leite! Os animais não têm o mesmo paladar que o nosso, e isso pode ser prejudicial à saúde deles.

 

A outra opção para os animais que não têm tanto costume com frutas é usar ração úmida ou seca, batida com água no liquidificador. A ideia é a mesma: criar uma mistura homogênea e colocá-la para congelar no freezer por algumas horas.

 

Ainda há a possibilidade de criar um picolé feito de caldo de carne ou frango. Para isso, você terá que cozinhar 500 g de músculo bovino ou de frango com duas cenouras, uma pitada de sal e água suficiente para cobrir tudo. Cozinhe por cerca de 20 minutos e utilize o caldo para fazer o picolé.

 

Se você não quiser ter trabalho no preparo do picolé, pode dar uma gelada na mistura e colocá-la em brinquedos que podem ser recheados. Dessa forma, o animal vai poder se refrescar e se divertir ao mesmo tempo.

 

Vale ressaltar que o picolé para o pet não é um substituto para a alimentação, mas um complemento que visa refrescar o paladar em dias quentes. A ração deve ser mantida sempre, independentemente da estação do ano.

 

Outra dica para refrescar seu pet é trocar a água da tigela ou do bebedouro com mais frequência que o habitual, colocando água gelada ou adicionando cubinhos de gelo. Com tudo isso, seu bichano vai poder curtir um verão muito mais gostoso e refrescante.