Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Pfizer e BioNTech entregam 2,4 milhões de doses da vacina ComiRNAty ao Governo Brasileiro entre 29/6 e 1/7

Imagem: Divulgação

200 milhões de doses serão entregues em 2021, beneficiando até 100 milhões de brasileiros

 

A Pfizer Brasil fará mais três entregas da vacina ComiRNAty contra a COVID-19 ao Ministério da Saúde em 29 e 30 de junho e 1 de julho, totalizando 2,4 milhões de doses neste período. A chegada dos novos lotes acontecerá em três dias, sendo 528,840 mil doses em 29 de junho, 936 mil doses nos dias 30 de junho e mais 936 mil doses em 1 de julho. Todas as entregas do imunizante serão recebidas no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Somadas aos lotes anteriores, mais de 15,4 milhões de doses terão sido entregues ao Governo Brasileiro até 1 de julho.

Essas entregas fazem parte do acordo firmado no dia 19 de março, que contempla a disponibilização de 100 milhões de vacinas ao país até o final do terceiro trimestre de 2021. Já o segundo contrato, assinado em 14 de maio, prevê a entrega de outras 100 milhões de doses entre outubro e dezembro.

 

Data Quantitativo
Abril 1.000.000 doses
Maio 2.515.500 doses
1 de junho 936 mil doses
2 de junho 936 mil doses
3 de junho 527,670 doses
8 de junho 526.500 doses
9 de junho 936 mil doses
10 de junho 936 mil doses
15 de junho 530 mil doses
16 de junho 936 mil doses
17 de junho 936 mil doses

 

22 de junho 528,840 mil doses
24 de junho 936 mil doses
27 de junho 936 mil doses
29 de junho 528,840 mil doses
30 de junho 936 mil doses
1 de julho 936 mil doses

 

Ao longo de 2021, a Pfizer e BioNTech irão fornecer um total de 200 milhões de doses de vacina ao Brasil para apoiar o combate à pandemia. Em todo o mundo, já foram enviadas mais de 700 milhões de doses da vacina

Pfizer/BioNTech contra a COVID-19, para mais de 100 países, incluindo o Brasil. Até o momento, a Pfizer apresenta uma taxa de sucesso de 99,9% em enviar lotes da vacina ao seu destino dentro de todos os parâmetros pré-estabelecidos.

 

Com base nas projeções atuais, a Pfizer e a BioNTech estimam que podem fabricar até 3 bilhões de doses da vacina, no total, até o final de 2021. Para 2022 a Pfizer planeja produzir 4 bilhões de doses da vacina.