Paulo Freire e Orquestra Barbarense de Violas abrem o Cultura da Terra


Três dias de ricas apresentações da cultura caipira regional na Estação Cultural de Santa Bárbara d´Oeste.

 

O violeiro Paulo Freire e a Orquestra Barbarense de Violas abrem o Cultura da Terra – festival do orgulho caipira de São Paulo. Um resgate à cultura caipira, estimulando um novo olhar da população regional sobre suas raízes e tradições, é o objetivo do evento.

 

Fruto de uma premiação conquistada através do Edital ProAC nº 06/2014 – Festivais de Artes, da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, o festival conta com a parceria da IDEAL Comunicação Externa, SERTRAN Transportes e Nova Via, Departamento Municipal de Transportes e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Santa Barbara d´Oeste.

 

Abrindo o Cultura da Terra, no dia 26/06, sexta-feira, às 19h, a Orquestra Barbarense de Viola traz seu tradicional grupo sob o comando do Maestro Eberson Aparecido Ferraz (Binho). Com um repertório musical diversificado, além de interpretarem os clássicos da música raiz, incorporam músicas eruditas e MPB. Unindo violas e violões, contrabaixos, percussão e teclado, a Orquestra Barbarense de Viola aguça os ouvintes para tomarem consciência da importância da cultura regional e, claro, estimular a formação e continuidade do próprio grupo.

 

Na sequência, quem assume o palco é o músico Paulo Freire. Nesta apresentação o violeiro conta e canta a música de viola do sertão e sua evolução para os dias atuais. Além de causos envolvendo a mitologia brasileira, traz temas caipiras tradicionais e, claro, suas próprias músicas, dentre elas os temas de seriados da TV. Em seu repertório Paulo Freire listou: “a receita para se fazer o pacto com o tinhoso”, “o encontro com o corpo seco”, “a revelação de Angelino de Oliveira e sua Tristeza do Jeca”, e para mostrar toda a inteligência e senso de humor do caipira brasileiro, interpretará as incríveis canções das duplas: Alvarenga e Ranchinho e Zé Mulato e Cassiano.

 

Vá de ônibus! Usar o transporte coletivo municipal, faz bem para cidade.

 

Todos os shows são gratuitos e, além disso, aqueles que preferirem economizar o combustível, evitar os transtornos de trânsito e custos de estacionamento, podem contar com um ônibus exclusivo. O Departamento de Transporte Municipal e a Nova Via, disponibilizarão ônibus exclusivos fazendo o trajeto do terminal urbano até a Estação Cultural durante os três dias do Festival do Orgulho Caipira de São Paulo “Cultura da Terra”.

Desfrute o passeio, vá de ônibus usando a Integração! O público poderá ir ao evento utilizando o transporte publico municipal. Os veículos começam a circular, partindo do terminal para Estação Cultural, meia hora antes do início do evento. Na sexta-feira, 26, às 18h30. No sábado, 27, às 17h30, e no domingo, 28, às 9h30. O circular encerra o trajeto meia hora após o final do festival, partindo da Estação Cultural para o terminal central.

 

Cartão Integração – No sábado, 27, e domingo, 28, o Departamento de Transporte Municipal terá um estande para confecção do cartão integração. Basta levar os documentos pessoais (RG e CPF) e uma (01) foto 3×4.

 

 

Programação completa

 

  • 26/06, sexta-feira, a partir das 19h, show da Orquestra Barbarense de Violas e do músico Paulo Freire.
  • 27/06, sábado, a partir das 18h, apresentação do músico Bob Vieira, contação de causos com a Cia Xekmat e show com Levi Ramiro.
  • 28/06, domingo, a partir das 10h, apresentação dos Pioneiros do Catira e encerramento com o músico Ivan Vilela.

 

Estação Cultural

Inaugurada em 2007, a Estação Cultural é resultado da revitalização da antiga estação ferroviária de Santa Bárbara d´Oeste pela Fundação Romi. O local tornou-se referência em toda a região por oferecer opções culturais de qualidade e gratuitas para todos os públicos ao longo do ano. Desde sua inauguração, mais de 150 mil pessoas já visitaram e participaram de suas oficinas, eventos e exposições. A Estação Cultural está localizada na Avenida Tiradentes, 02, no Centro de Santa Bárbara d´Oeste. Para mais informações, entre em contato pelo telefone 3455-4830.

 

Fundação Romi

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social por meio da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 37 mil pessoas por ano por meio de seus quatro grandes eixos: Centro de Documentação Histórica (CEDOC), o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil (CEDIN), o Núcleo de Educação Integrada (NEI) e a Estação Cultural (EC). Tendo como apoiadora as Indústrias Romi S.A., instituições governamentais, não governamentais e a iniciativa privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir números mais expressivos por meio de suas áreas de atuação, seus programas e seus projetos.

 

Comentários

Notícias relacionadas