Palmeiras comemora centenário com banquete e atrações especiais

Em comemoração aos seus 100 anos de fundação, o Palmeiras promoverá na noite desta terça-feira (26) um banquete especial para mais de duas mil pessoas no Citibank Hall SP (Avenida das Nações Unidas, 17955) recheado de atrações especiais. Uma delas será uma linha do tempo temática, que contará, com objetos e ilustrações, a trajetória do clube mais vitorioso do Brasil.

Este é mais um da série de eventos realizados pelo Verdão para festejar seu centenário. No sábado (23), cerca de sete mil pessoas passaram pela Praça da Sé, local onde o Palestra Italia foi fundado, e cantaram e vibraram com a presença de ídolos como Dudu, Ademir da Guia, Marcos e Evair, do cantor Simoninha, da banda Falamansa e da bateria da Escola de Samba Mancha Verde.

Já foram realizados também um tour pelos pontos da cidade que marcaram a história do Palmeiras, um amistoso contra a Fiorentina que rendeu ao clube a Taça Julinho Botelho e um torneio retrô no qual o Palestra Italia se sagrou campeão ao bater o Germânia (atual Pinheiros) na final, entre outras ações (veja mais detalhes abaixo). Ainda nesta terça (26), dezenas de bares e restaurantes espalhados pelo país promoverão uma Casa Palmeiras especial.

100 anos de glórias

imagem_367_original

Foi por iniciativa do jovem idealista Luigi Cervo, inspirado em criar uma agremiação que representasse a colônia italiana e enfrentasse de igual para igual as equipes formadas por ingleses, escoceses, alemães e “quatrocentões” que dominavam o futebol paulista da época, e com o apoio de outro jovem, o jornalista Vicenzo Ragognetti, que em 26 de agosto de 1914 surgiu o Palestra Italia, clube que deixou evidente suas fortes ambições já no baile de apresentação, com a presença de várias personalidades, empresários e do cônsul da Itália.

A estreia na elite do futebol paulistano ocorreu em 1916 e, já no ano seguinte, o time realizava uma grande campanha conquistando o vice-campeonato, feito repetido em 1919. Em 1920 vem a consolidação, primeiro pela aquisição do Parque Antarctica, o principal da cidade naquela época, incluindo a bela praça de esportes, e também pela conquista do Campeonato Paulista, feito que repercutiu por todo o país incentivando a criação de outros Palestras nos vários estados e pelo interior, incluindo o Palestra Italia de Minas Gerais (atual Cruzeiro) e o Palestra Italia do Paraná (atual Paraná Clube).

Junto com a consolidação do patrimônio vieram conquistas em vários outros esportes onde o Palestra também foi pioneiro, com destaque para o basquete e o atletismo. No futebol, o protagonismo se destacava ainda mais com o advento do profissionalismo no início dos anos 30. O que para muitos clubes tornou-se um problema irremediável, com falências abandono da prática e até extinções, no Palestra o apoio de sua imensa torcida colocou o clube em um destaque ainda maior: no patrimônio, com a construção das arquibancadas de concreto armado, o primeiro do país e tornando o Palestra Italia o maior estádio da cidade; no campo, o clube conquistava o tricampeonato de futebol estadual, além do primeiro campeonato nacional de clubes profissionais, em 1933.

O crescimento e as conquistas continuaram até a chegada da II Guerra Mundial, a princípio concentrada no continente europeu, mas que se espalhava e forçava todos os países a se posicionarem. O Brasil resistiu na neutralidade até 1942, quando se juntou aos aliados e, dentro de um regime de exceção, a legislação acabou forçando vários clubes a trocarem seus nomes para evitar a politização no meio esportivo. Sendo assim, o Palestra Italia, após bastante resistência, acabou alterando seu nome para Sociedade Esportiva Palmeiras. Mas as conquistas continuaram, incluindo o campeonato de 1942, muito especial pelo clima de adversidade criado, pela rivalidade e pela forma como ocorreu, com o adversário abandonando o gramado. Foi a chamada Arrancada Heroica.

Após mais títulos importantes, no final da década de 40 o Palmeiras montou outro esquadrão que fez história entre 1950 e 1951 com a conquista das “Cinco Coroas”. Destaque todo especial para o I Campeonato Mundial de Clubes, a Copa Rio, fazendo a final contra a Juventus, da Itália, e tendo o apoio de mais de 100 mil torcedores no Maracanã, resgatando o orgulho nacional após a perda da Copa do Mundo pela Seleção meses antes. Nos primeiros dias de 1960 veio outra conquista especial, o Supercampeonato Paulista de 1959, obtido justamente sobre o adversário com quem o clube rivalizaria por toda a década, o Santos de Pelé. O Palmeiras torna-se o único clube a enfrentá-lo e superá-lo por diversas vezes, a tal ponto de ganhar o nome de “Academia”. Em 1965, a equipe alviverde foi escolhida para representar a Seleção Brasileira na inauguração do Mineirão, vencendo a seleção do Uruguai por 3 a 0, em feito tão inédito quanto a conquista de dois campeonatos nacionais no mesmo ano, a Taça Brasil e o Robertão em 67.

As glórias continuaram com novo campeonato nacional em 69 e, no início dos anos 70, foi formada uma segunda Academia, que forneceu a base da Seleção Brasileira, faturando dois Campeonatos Brasileiros e obtendo seu auge em 1974, na final do Campeonato Paulista contra o maior rival.Nos anos 90, o Palmeiras tornou-se pioneiro mais uma vez construindo uma parceria exclusiva e inédita de cogestão com a multinacional italiana Parnalat, que permitiu a formação de um elenco fortíssimo e, ao longo de oito anos, a conquista de três campeonatos paulistas, um Rio-São paulo, três Nacionais, uma Libertadores, vários torneios nacionais e internacionais, além de inúmeros jogos épicos. Estas conquistas garantiram ao clube a premiação com o título de Campeão do Século XX pela imprensa e pela Federação Paulista de Futebol.

Neste novo milênio, o título da Copa do Brasil de 2012 consolidou o Palmeiras como o maior detentor de troféus nacionais no país. E a construção de uma nova casa, apontada como uma das mais modernas do planeta, surge como o alicerce para que o Alviverde continue trilhando um caminho de glórias.

Fonte: Site Oficial S.E Palmeiras

Comentários

Notícias relacionadas