Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Outubro Rosa na Odontologia: entenda o papel do dentista na luta contra o câncer de mama

Você já deve ter ouvido falar do Outubro Rosa, mas você sabia que o câncer de mama e saúde bucal estão diretamente relacionados? A gente te explica.  

 

O Outubro Rosa é uma campanha realizada anualmente pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), que promove eventos e materiais educativos sobre a prevenção do câncer de mama. Doença essa, que provoca a morte de aproximadamente 13 mil mulheres todos os anos.  

 

Segundo divulgado pelo Ministério da Saúde, o câncer é a questão de saúde pública que mais representa mortes no país. Sendo que na população masculina a próstata é a mais afetada e no público feminino é a mama.  

 

A terapia necessária para a cura dessa doença envolve a realização da cirurgia de remoção do nódulo maligno e a realização da radioterapia. E/ou o tratamento sistêmico que inclui a quimioterapia, hormonioterapia e a terapia biológica.  

 

No entanto, o que muitos não sabem é que esses tratamentos – ainda que essenciais para a garantia do bem-estar e da recuperação dos pacientes – também apresentam efeitos importantes na cavidade oral, exigindo um cuidado profissional intenso. 

 

Por isso, é tão importante entender como funciona o plano odontologico da empresa, as doenças bucais que podem aparecer neste período e como elas são capazes de interferir no tratamento do câncer de mama. 

Problemas bucais provocados pelo tratamento oncológico 

O processo de tratamento do câncer de mama pode ser extenso e bastante nocivo a todo o organismo, justamente por se tratar de recursos intensos e concentrados. 

 

Assim, diversas partes do corpo podem apresentar sintomas colaterais, sendo que uma delas é a cavidade oral.  

 

A mudança no organismo dos pacientes durante o combate ao câncer é capaz de provocar o surgimento de condições e doenças orais que podem interferir na qualidade de vida dos indivíduos e no bem-estar, como a: 

  1. Mucosite 

É chamada de mucosite as feridas inflamatórias ou úlceras que aparecem na cavidade oral – nas bochechas, lábios ou língua – e no trato intestinal, sendo causadas devido às ações bacterianas ou em decorrência da imunossupressão.  

 

O uso de um convenio odontologico para mei, ou qualquer outro tipo de assistência dentária, é tão necessário para os pacientes em tratamento do câncer, pois a exposição à quimioterapia pode fazer com que essas feridas sejam ainda mais frequentes e dolorosas.  

  1. Xerostomia 

A boca seca pode ser uma consequência do tratamento radioterápico, que passa a afetar as glândulas salivares interferindo na produção salivar e, consequentemente, na proteção geral dos dentes e de todos os tecidos orais. 

 

Como essa condição tende a desaparecer somente entre três meses a um ano após o recebimento da radiação, é fundamental utilizar procedimentos odontológicos constantes para garantir a saúde das estruturas e o uso da saliva artificial.  

  1. Candidíase oral 

Como o tratamento oncológico afeta diretamente o sistema imunológico, os fungos presentes na cavidade oral podem ter a oportunidade de se reproduzir mais livremente, originando infecções como a candidíase. 

 

Essa infecção pode acometer toda a cavidade oral, orofaringe e hipofaringe, causando ardência, dificuldade com a mastigação e deglutição dos alimentos e causando bastante desconforto nos pacientes. 

 

Por isso, o acompanhamento com um plano dental para pequenas empresas é fundamental para o tratamento adequado. 

  1. Trombocitopenia  

A trombocitopenia é uma condição que impede a coagulação necessária do sangue, incentivando sangramentos e hemorragias espontâneas nas gengivas e nos tecidos bucais. 

 

Por isso, o dentista precisa ficar atento com o controle do biofilme dentário para evitar a infecção do local e o espalhamento de outras doenças para o resto do organismo.  

  1. Cárie de radiação 

Os pacientes que são submetidos a tratamentos com radioterapia precisam estar ainda mais atentos com a saúde bucal, pois a cárie de radiação é um dos possíveis efeitos colaterais, que podem surgir em decorrência dessa intervenção médica. 

 

Ainda que esse quadro seja mais comum nos pacientes que tiveram que passar pela radioterapia nos tecidos ao redor da cabeça ou pescoço, todo o cuidado com esse tipo de sintoma é pouco. 

 

Isso porque, os raios ionizantes podem atacar o esmalte dentário provocando a perda dos minerais essenciais para a constituição das estruturas dentais. 

 

Por isso, o uso de um plano dentario para mei é fundamental para manter consultas de rotina frequentes com um especialista, realizando todos os procedimentos necessários para manter a saúde de toda a cavidade oral.  

Importância do dentista durante o tratamento oncológico 

Como visto anteriormente, o tratamento necessário para a recuperação do paciente oncológico é capaz de interferir em diversos processos orais, alterando a: 

 

  • Produção salivar; 
  • Qualidade salivar; 
  • Crescimento celular; 
  • Reprodução bacteriana; 
  • Capacidade de funcionamento do sistema imunológico. 

 

No entanto, essa interferência não é unilateral. Isso porque, as infecções bucais causadas durante esse período de tratamento, se não cuidadas adequadamente, são capazes de se espalhar por todo o corpo gerando uma resposta inflamatória generalizada, conhecida como sepse.  

 

E, de acordo com um estudo realizado pelo Instituto Nacional de Câncer, os pacientes oncológicos que apresentam quadros de sepse têm 20% mais chances de precisar do tratamento intensivo em UTIs. 

 

Sendo que essa inflamação segue associada com a morbidade e a maior taxa de mortalidade dos pacientes.  

 

Para se ter uma ideia, dados indicam que os pacientes com mucosite ou outras inflamações bucais parecidas, apresentam cinco vezes mais probabilidade de vir a óbito durante a quimio ou a radioterapia. Tudo devido ao cuidado inadequado desses sintomas adicionais.  

 

Por esse motivo, o acompanhamento odontológico – que pode ser viabilizado por um plano odontologico empresarial – é essencial, especialmente, durante o tratamento do câncer de mama ou de qualquer outro tipo de câncer.  

 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.