Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Os sonhos afetam a qualidade do sono? Entenda

Você já se perguntou se os sonhos afetam a qualidade do sono que você tem? Pode ser que sim, pode ser que não. Em muitos casos, as pessoas inclusive acreditam que não sonham durante a noite. No entanto, sonham sim: todo mundo sonha todas as noites, em média por 2 horas, com exceção de casos muito específicos envolvendo algumas doenças.

O que acontece é que, na maior parte dos casos, nós esquecemos dos sonhos cerca de 10 minutos depois deles acontecerem, a não ser que sejam sonhos muito marcantes, como pesadelos ou sonhos positivos muito positivos. Por isso, é normal achar que “não sonha de noite”, quando na verdade apenas não se lembra que sonhou. Portanto, sua qualidade de sono pode estar sendo afetada pelos seus sonhos mesmo que você não perceba. Ou será que não?

Quer entender se os sonhos afetam a qualidade do sono? Então siga a leitura do artigo abaixo com bastante atenção para entender mais sobre o assunto!

Os sonhos afetam a qualidade do sono?

Vejamos do ponto inicial: será que um sonho tem o potencial de afetar a qualidade do seu sono? De certo modo, sim, mas também não é algo comum ou sequer intenso.

Para entender, precisamos compreender como o sono funciona e o papel dos sonhos dentro dele. Vejamos a seguir!

O sono é composto por dois ciclos específicos: o REM (Movimento Rápido dos Olhos) e o NREM (Não-REM). O primeiro, REM, é quando acontecem os sonhos e corresponde a 25% de todo o tempo dormindo (portanto, se dormimos 8 horas por noite, 2 delas são destinadas a sonhos).

Já o NREM é o ciclo que corresponde a 75% do nosso período de sono e é dividido entre 3 estágios, cada um mais intenso que o outro, indo da vigília (quando estamos acordados) até o sono profundo.

Um ponto a ter em mente é que o nosso sono é composto por uma sucessão de estágios. Por exemplo, estamos no NREM 1 e vamos para o 2, depois para o 3 e o REM. Disso, vamos para o NREM 3 e podemos ir para o 2, voltando ao 3 e para o REM, repetindo o ciclo durante a noite.

Por isso, o que acontece em um estágio pode afetar o que acontece em outro e por aí vai. Assim, dá para crer que um sonho pode sim afetar a qualidade dos outros estágios do sono, dependendo do que aconteceu nele.

Por exemplo, pesadelos muito intensos costumam causar uma reação física que dificulta a realização dos outros estágios do sono. Imagine que você acorde depois de sonhar com cobra em um pesadelo muito forte acorde você e, depois, seja difícil voltar a dormir: pronto, a qualidade do sono foi prejudicada.

No entanto, esse tipo de situação é bem rara. Como mencionado, nós sonhamos 2 horas por noite e não lembramos da maior parte disso (algumas pessoas não lembram de absolutamente nada do que sonham). Portanto, os efeitos dos sonhos são mínimos.

Além disso, existe o fato de que pesadelos muito intensos não acontecem com grande frequência. São muito raros de acontecer para afetar o restante do sono.

Então, sim, existe um cenário em que o sonho pode afetar a qualidade do sono, mas normalmente é algo raro e de baixa intensidade. O que é muito mais comum é que a qualidade do sono interfira no sonho, que passa a ser mais turbulento por causa de uma noite de sono mais efêmera.

Como ter sono de maior qualidade?

Se você quer ter uma maior qualidade de sono, precisará focar em outros pontos que não os seus sonhos. Veja quais a seguir!

● Reduza os estímulos: dormir em um ambiente muito iluminado ou com muitos barulhos tende a atrapalhar a qualidade do sono. Afinal, esses estímulos não deixam que o seu cérebro descanse e dificultam a transição de um ciclo para o outro;

● Melhore a umidade e temperatura do quarto: dormir no calor ou em um ambiente muito seco é negativo. Fica mais difícil pegar no sono nesses locais e a experiência de sono fica muito ruim. Portanto, controle a umidade e a temperatura do quarto para dormir melhor;

● Cuidado com a sua alimentação: a maneira como você se alimenta tem impacto no seu sono. Por isso, evite alimentos como álcool, frituras e açúcar e dê mais destaque para comidas como arroz branco, kiwi e chá de camomila antes de ir deitar.

Pronto! Agora que você viu que os sonhos afetam a qualidade do sono apenas marginalmente, pode começar a entender o que realmente faz diferença para a sua qualidade de sono ao dormir. É importante cuidar para que você possa cair no sono em um lugar mais confortável, sem tantos estímulos para poder relaxar ao dormir e ter uma noite tranquila e restauradora.

Gostou do conteúdo? Então comente abaixo com a sua opinião sobre o assunto!