RMC 

Oficina de ‘Artesanato em Fitas’ traz perspectivas a cidadãos novaodessenses de diferentes idades

Prefeitura de Nova Odessa realiza a formatura de mais 60 pessoas em parceria com empresa

 

O Clube da Melhor Idade de Nova Odessa sediou, nesta quinta-feira (13), a formatura de 60 pessoas na oficina de qualificação em ‘Artesanato em Fitas’, oferecida gratuitamente pela parceria da Prefeitura com a empresa Fitas Progresso. Além do Clube, estiveram presentes participantes do CAS (Centro de Assistência Social), do Jardim São Jorge, e do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), do Jardim das Palmeiras.

A entrega dos certificados foi promovida no salão do Clube da Melhor Idade pela primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andréa Souza, com as presenças da professora Silmara Godoi, da coordenadora do CAS, Solange Paulon, da coordenadora do CRAS, Sueli Silva, e da coordenadora do Clube, Cristiane Mareschi Barbosa, além do assessor do Fundo Social, Pedro Daniel dos Santos.

Conforme a professora explica, o foco esteve em tiaras e bordado em fitas. “Profissionalizar as pessoas para fazer os materiais”, resume Godoi. “Já tem gente usando os conhecimentos pra vender produtos e gerar renda, além de melhorar a autoestima”, destaca Andréa Souza. “É gratificante estar à frente desse trabalho e ver a vida de muitas pessoas, principalmente mulheres, ser transformada pra melhor”, diz.

Uma das participantes, Andréia Aparecida Rodrigues, de 45 anos, era balconista de padaria quando resolveu fazer a oficina na busca por uma “renda adicional” em casa. No meio da capacitação ela criou uma página em rede social (Facebook) para divulgar e comercializar os ‘lacinhos’ de cabelo que aprendeu a fazer. “Estou conseguindo vender algumas coisas. Foi bem proveitoso o curso”, ressalta.

Outro exemplo é a estudante Lays Cristina dos Santos, 16. “Fiz o curso por conhecimento mesmo. Não sabia fazer nada, nem pegar na agulha direito”, brinca. A jovem adquiriu habilidades e pretende obter renda própria, antes mesmo de concluir os estudos formais. “Como tá difícil serviço, é um dinheirinho extra”, completa. Lays aprendeu sobre tiaras, bordado em toalhas e enfeites natalinos, tudo em fitas.

Instalada na cidade e líder na produção de fitas têxteis rígidas na América Latina, a Fitas Progresso (ex-PHFit) tem patrocinado o artesanato em Nova Odessa há quatro anos, com diversas turmas formadas. A professora Silmara Godoi já qualificou mais de 700 pessoas pela parceria, na qual a empresa fornece materiais e custeia a profissional, enquanto a Administração cede os espaços e realiza as inscrições.

 

Comentários

Leia também...