Obesidade mórbida: Unicamp realiza caminhada de prevenção e inscrição de pacientes no dia 29


Evento contará com atividades de orientação nutricional e exames gratuitos, além inscrição de portadores de obesidade severa; iniciativa será realizada na Lagoa do Taquaral, em Campinas

 

 

O Hospital das Clínicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), através da coordenação da equipe multidisciplinar de cirurgia bariátrica, realiza no dia 29 de novembro a VIII Caminhada de Prevenção à Obesidade Mórbida. Aberto ao público de toda região, o evento é um momento de conscientização sobre a doença e também oportunidade para portadores de obesidade severa obterem mais informações e se inscreverem no programa para tratamento da doença oferecido no hospital.

 

A 8ª edição do evento será realizada entre as 8h30 e 13h no Parque Portugal, na Lagoa do Taquaral, em Campinas. Na data, serão realizadas atividades de orientação nutricional, cálculo de IMC (Índice de Massa Corpórea), teste de glicemia, aferição de pressão arterial, entre outros atendimentos.

 

O evento contará também com inscrição dos pacientes portadores de obesidade severa dos municípios da região com indicação para participar do Programa de Obesidade Mórbida do HC da Unicamp, através do Grupo Pré-Operatório da Cirurgia Bariátrica.

 

Secretário de Saúde de Nova Odessa, Sérgio Molina afirmou que o Município apoia a iniciativa. “Estamos divulgando esta importante ação entre nossos pacientes para que participem. É uma excelente oportunidade de conhecer mais sobre o assunto, tirar dúvidas e, se necessário, fazer os encaminhamentos para participar do grupo de tratamento da doença que existe na Unicamp”, disse.

 

Segundo a organização do evento, não há idade específica para a participação no evento já que a caminhada tem como propósito alertar a população em relação aos riscos para a saúde acarretados pela obesidade.

 

SAIBA MAIS – O Ambulatório de Cirurgia Bariátrica do HC da Unicamp iniciou as atividades em 1998 e é o único na região 100% SUS a disponibilizar a cirurgia. Os pacientes passam por uma entrevista inicial e participam do grupo multidisciplinar de acompanhamento, composto por nutricionistas, psicólogos, psiquiatras, fisioterapeutas, enfermeiros e médicos. É necessário perder entre 10% e 20% do peso antes da cirurgia.

 

Os sintomas mais comuns da obesidade são a perda da visão ou visão dupla, formigamentos, tremores, fadiga, redução da força, dificuldade na fala, urgência ou incontinência urinária, transtornos cognitivos e emocionais. Estes sintomas podem ser leves, moderados ou intensos e surgem de maneira imprevisível, podendo evoluir em surtos ou de maneira lenta e progressiva.

 

 

 

(Com informações da Unicamp e DRS-7)

Comentários

Notícias relacionadas