Nova Odessa: Banco do Povo aumenta e democratiza crédito

Financiamentos crescem 6% e atendem mais empresários em Nova Odessa

 

Mesmo diante da retração na economia nacional e dos consequentes reflexos nos municípios, o Banco do Povo Paulista (BPP) de Nova Odessa registrou um aumento de 6% no montante de recursos financiados a micro e pequenos empreendedores da cidade neste ano. Houve ainda mais democratização no acesso ao crédito, tendo em vista a quantidade maior de empresários atendidos.

Empreendedores novaodessenses recorreram mais a empréstimos do BPP para realizar investimentos em negócios. O valor total liberado registrado no 1º semestre deste ano foi de R$ 355 mil, contra R$ 335 mil no mesmo período de 2014. O dinheiro também acabou distribuído entre mais empresários: 67 no total, diante de 58 no ano passado.

Os empréstimos podem variar de R$ 200 a R$ 20 mil, com juros de 0,35% ao ano e as linhas de crédito podem ser pagas em até 36 meses. Os empréstimos solicitados ao BPP significam índices positivos, uma vez que o banco financia investimentos nos negócios e compra de equipamentos, entre outras melhorias, e não dívidas.

São atendidos os empreendedores formalizados e também os informais, desde que desenvolvam uma atividade produtiva no município. “É uma ferramenta mais fácil de acesso ao crédito, sendo que alguns talvez teriam mais dificuldades em obter recursos nas demais instituições financeiras”, explica a agente de crédito do Banco do Povo Paulista local, Márcia Andréia Faria Stephan.

É capital de giro e investimento fixo para micro e pequenos empreendedores”, resume o secretário de Desenvolvimento Econômico, Adriano Lucas Alves. O índice geral no Estado de São Paulo registrou R$ 17 milhões a menos de dinheiro emprestado, mas em Nova Odessa o saldo foi positivo em R$ 20 mil. “Estamos fomentando essa parcela que representa 90% do total das nossas empresas”, conclui.

Célia Regina de Camargo possui um estúdio fotográfico na cidade e já contraiu três financiamentos enquanto pessoa jurídica, que ajudaram a alavancar a atividade. “Através do Banco do Povo é a melhor opção para o empreendedor. Não tem juros praticamente nenhum”, destaca. “Todo ano tem equipamentos novos e temos que investir sempre no negócio. Mas o próprio investimento faz com que o empreendedor consiga pagar o empréstimo e atender melhor os clientes”, finaliza.

Nas palavras do diretor de Indústria, Comércio e Serviços, Valter Inácio, o Banco do Povo Paulista “financia um projeto de vida das pessoas”. O órgão atende no prédio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, de segunda a sexta-feira, das 9 horas às 16h30. O imóvel fica na Avenida Eddy de Freitas Crissiúma, número 150. O telefone para obter mais informações é o (19) 3466-3010.

 

Comentários

Notícias relacionadas