Santa Bárbara d´Oeste 

Motivação no Trabalho e Recompensas


É um mito que a motivação seja específica ao indivíduo. A verdade é que a motivação é específica à situação. Outro mito é que o trabalhador motivado é um funcionário de alto desempenho. A verdade é que o elevado desempenho do funcionário requer habilidade e apoio, além de motivação.

Algumas pessoas afirmam que os jovens de hoje não são motivados. O fato é que os jovens de hoje são mais heterodoxos, rebeldes e possuem valores diferentes dos da geração anterior, mas não são necessariamente menos motivados.

Outro mito é que a maioria das pessoas está interessada em recompensas absolutas. O fato é que as pessoas são mais sensíveis às diferenças relativas do que às diferenças absolutas.

Alguns gerentes pensam que todo mundo deseja um trabalho desafiador. O fato é que nem todos valorizam um trabalho desafiador.

Motivação é a disposição de exercer um nível elevado e permanente de esforço em favor das metas da organização, sob a condição de que o esforço seja capaz de satisfazer alguma necessidade individual.

Os elementos fundamentais desta definição são a intensidade do esforço, a persistência, a orientação em direção às metas organizacionais e as necessidades. Um trabalhador motivado trabalha com dedicação e persistência.

Entretanto, esforço e persistência não compensarão a menos que sejam canalizados numa direção benéfica à organização. Finalmente, a motivação é um processo de satisfação de necessidades.

Segundo o pensador Abraham Maslow, dentro de todo ser humano existe uma hierarquia de necessidades. As primeiras três são necessidades da carência, porque devem ser satisfeitas para que os indivíduos se sintam saudáveis e seguros. As duas últimas são as necessidades do crescimento, porque estão relacionadas ao desenvolvimento e à realização do potencial de cada pessoa. À medida que cada uma dessas necessidades é substancialmente satisfeita, a necessidade imediatamente superior se torna dominante.

A motivação assim como a vida é algo primordial e deve ser entendida para que possamos ter uma vida melhor pessoal e profissionalmente.

 

FOTO ROBSON PANIAGOPor Robson Paniago que é professor da IBE-FGV, doutor em Ciências Empresariais pela Universidad Del Museo Social Argentino, mestre em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, especialista em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing – SP e Graduado em Administração pela Universidade São Marcos – SP.

 

 

Comentários

Leia também...