Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Modalidades de linha de produção: conceitos e possibilidades

A tecnologia faz parte da história humana desde o seu começo e, embora as novidades nos dias de hoje sejam voltadas ao mundo digital, os conceitos e evoluções da linha de produção continuam sendo importantes e necessários para a nossa sociedade.

 

Seguindo essa linha de raciocínio, o texto de hoje abordará modalidades de linha de produção, conceitos e possibilidades que podem ser exploradas no mercado de trabalho e, consequentemente, dentro de sua empresa.

 

O mundo até os dias de hoje é baseado em um constante consumismo. As pessoas sempre querem algo novo para otimizar tempo, trabalhar ou simplesmente se entreter, e as empresas se aproveitam disso, desenvolvendo o que os clientes buscam.

 

Mesmo uma empresa de gerenciamento de resíduos sabe que existem obstáculos durante todo o processo de sua linha de produção e, algumas estratégias podem ser essenciais para não sobrecarregar o trabalho e desenvolvê-lo de forma mais efetiva.

 

Porém, manter uma linha de produção não é uma tarefa nem um pouco fácil, e mesmo os profissionais da área que se especializam nesse tipo de demanda, podem encontrar dificuldades dependendo da necessidade e recursos disponíveis.

 

Esses aspectos podem afetar qualquer negócio que produza algo, desde uma logística em sua organização de envio de produtos até mesmo um serviço de usinagem em Campinas. Ou seja, é necessário disciplina e muita organização por parte dos envolvidos.

 

Não somente isso, mas também será necessário um conhecimento básico de como funciona uma linha de produção, fazendo com que fique muito mais simples tomar decisões e entender as suas possibilidades.

 

Podendo, então, ser aplicado, até mesmo, na produção de filtro de carvão ativado industrial. Por isso, os tópicos a seguir te contextualizam melhor sobre como todo esse processo funciona, abordando e mostrando seus conceitos e possibilidades. Confira!

O impacto das linhas de produção

Primeiramente, é importante entender o conceito de linha de produção para que o restante do texto fique mais claro e simples de ser compreendido. Sem mais delongas, vamos lá.

 

De forma simples e direta, a linha de produção é um modelo de fabricação de diversas mercadorias em série, ou seja, é uma sequência de ações específicas e repetitivas que finalizam ou fazem parte do processo de produção de algo.

 

E, assim como um redutor de velocidade usado já passou por esse processo, a maioria das empresas ainda adotam esse estilo de produção, que ainda é muito eficiente nos dias de hoje.

 

Cada empresa adapta a linha de produção de acordo com as suas necessidades e estratégias de mercado, mas as mais comuns de serem entregues são:

 

  • Modelo Ford;
  • Modelo Toyota;
  • Modelo Taylor;
  • Modelo Volvo;

 

Cada uma dessas modalidades é utilizada de acordo com a realidade e meta da empresa, podendo algumas funcionarem melhor do que outras, mesmo que o produto seja o mesmo, como um lavatório de aço inox.

Modelo Ford

O modelo Ford, conhecido como Fordismo, ainda é muito utilizado até os dias de hoje e se inspirou no Taylorismo, e tem como principal objetivo ações precisas no produto em uma esteira sem fim de montagem, otimizando o tempo e espaço de produção.

 

O modelo Taylor, conhecido como Taylorismo, aplica-se na ideia de que uma pessoa também desenvolve uma função específica durante todo o dia de trabalho e sem conhecer o restante do processo, mesmo que seja cortar papel para certificado de regularidade ibama preço.

Modelo Toyota

Já no Toyotismo, modelo criado pela Toyota, o operador não fica realizando uma única tarefa durante o seu dia, mas várias delas ao longo dele, desenvolvendo o conhecimento do processo todo e podendo realizar qualquer parte dele caso assim seja necessário.

Modelo Volvo

Por fim, mas não menos importante, temos o modelo criado pela Volvo, o Volvismo, onde é investido no colaborador o máximo de treinamentos e aperfeiçoamentos, desenvolvendo sua criatividade e o trabalho em equipe, além do entendimento de todo o processo.

 

Mesmo que sua empresa além de produzir também realize a coleta de resíduos hospitalares, cada um dos exemplos dados acima pode ser aplicado nos dias de hoje com suas devidas adaptações, além da mudança de realidade e investimento de empresa para empresa.

 

E todas as linhas de produção tem um objetivo muito simples: realizar a criação dos produtos de forma efetiva. Porém, dependendo do produto, alguns possuem uma produção mais rápida e simples, enquanto outros mais demoradas e complexos.

 

A tomada de decisão sobre qual modelo de linha utilizar impacta diretamente o seu negócio, tanto nos gastos para produzir quanto no tempo necessário. Devemos levar em conta também a pressão que os clientes colocam sobre a criação e tempo de mercado e marketing.

 

Ou seja, independentemente se a sua organização realiza ou não o inventário de fauna, estude bem o momento atual da sua empresa, o que é produzido e qual a dinâmica de mercado, para assim, decidir o melhor estilo.

Aplicando a linha de produção

Agora que já ficou claro os impactos que uma linha de produção pode causar e os tipos encontrados no mercado, é importante entender como aplicar esse conceito nos dias de hoje de forma simples e efetiva.

 

Portanto, os tópicos a seguir reúnem algumas dicas e orientações de como realizar essa tarefa de maneira bastante efetiva. Confira!

01 – Reduza o excesso

O objetivo de toda empresa com a sua linha de produção é eliminar os desperdícios até o valor zero. É bastante difícil e pode parecer muito utópico, mas tendo esse conceito em mente, todas as tomadas de decisões serão voltadas a esse conceito.

 

E, quanto a desperdícios, eles se referem tanto a desperdícios de recursos como insumos, quanto a desperdício de tempo. Quanto melhor se produzir algo e mais rápido, mais efetiva será a sua linha e, consequentemente, mais rápido alguns objetivos podem ser alcançados.

 

Porém, isso não significa que deve acontecer superprodução, apenas uma melhor gestão do que e como é produzido. Busque eliminar também algumas travas burocráticas para aprovação dos produtos, desde que faça sentido e mantenha a qualidade final dele.

02 – Realize a melhora contínua

A melhoria contínua é um conceito de gestão de projetos que busca modelos como o lean manufacturing e o six sigma para melhor desenvolver os projetos e melhorar os processos internos da empresa através dessas metodologias.

 

Quando aplicamos tais estratégias na linha de produção, isso significa buscar constantemente erros ou gargalos no processo que impactam negativamente no resultado final, tentando deixá-lo mais fluído, rápido e com menos recursos, além de mais seguro.

 

A melhoria contínua necessitará de processos e padrões muito bem estruturados, e uma boa aceitação da empresa. Ela faz parte da cultura que move a organização e todos os colaboradores precisam ter essa visão da mudança benéfica.

 

Portanto, procure estabelecer esses padrões logo no início ou o mais rápido possível, para que as mudanças venham mais rapidamente e as pessoas sejam menos resistentes a elas.

03 – Utilize a tecnologia a seu favor

Dependendo de como é aplicada e da ambição dos colaboradores de uma empresa, a tecnologia pode ser um recurso muito caro, mas ela é essencial para se atingir os padrões e melhorias esperados nos dias de hoje quando o assunto é produção.

 

Isso significa que é importante utilizar tanto um maquinário e equipamentos atualizados para atingir o que é esperado pelo seu público e para agilizar os processos da empresa, utilizando menos recursos e tempo de trabalho.

 

Não apenas isso, mas softwares de gestão ou que auxiliam na efetividade de tais processos são muito bem-vindos e valem muito a pena o investimento. Melhor gastar um pouco mais e garantir um trabalho de qualidade, do que economizar e não ter um produto final tão bom.

 

A tecnologia avança a cada dia e é importante ter consciência disso, utilizando o melhor que ela pode oferecer a favor do seu negócio.

Considerações finais

O texto de hoje abordou as modalidades de linha de produção que uma empresa pode ter, os conceitos que a englobam e as possibilidades que podem surgir no processo, além de explicar sobre os modelos, o impacto e orientações valiosas de como aplicar.

 

Claro que muito dependerá do ramo de atuação, porte da empresa, investimento realizado, produto ou serviço comercializado, maneiras de negociar, velocidade do processo, demanda de trabalho, entre diversos outros aspectos empresariais.

 

Mas o importante é adotar esse conceito e fazer o máximo para que ele seja aplicado de maneira eficiente dentro do seu negócio. Para isso, utilize as informações como forma de orientação e busque mais conhecimento para ser ainda mais efetivo em seus processos produtivos.

 

Agora que ficou mais claro como todo esse grande projeto funciona, sente-se, analise as informações junto de outros responsáveis pela organização e comece a otimizar todos os seus processos produtivos.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.