24Horas Brasil / Mundo 

Mercado de franquia se torna o “negócio do século”


Apesar da situação econômica do país, o Brasil está entre os países que mais possuem unidades de franquias do mundo

O alto índice de desemprego no país vem obrigando cada vez mais brasileiros a buscarem novas alterativas de trabalho. Com isso, muitas pessoas estão optando por investir o dinheiro da indenização da demissão em um negócio próprio que lhe traga mais segurança financeira. Atualmente a solução tem vindo do modelo de franquias o “negócio do século”, uma oportunidade para multiplicar o capital e a maneira de realizar o sonho de ser dono do próprio negócio, trazendo mais estabilidade em um momento conturbado.

De acordo com Associação Brasileira de Franchising (ABF) entre um período de dez anos, o número de redes de franquias no território nacional subiu de 650 para 2.426 marcas, em momentos ainda mais turbulentos como o atual, o setor cresce cada vez mais. O modelo de negócio é ideal para quem está começando no ramo do empreendedorismo, pois com o suporte da franqueadora e os modelos de negócios pré-definidos, trazem praticidade e segurança. O franqueado utiliza de uma marca já consolidada no mercado aproveitando a base administrativa, sem a necessidade do investimento de um empreendimento inicial.

O Brasil está entre as 5 primeiras colocações no ranking de quantidade de unidades e franquias do mundo, isso porque o país é considerado um dos mais empreendedores. Segundo Eliana Neri, diretora da Emporio do Aço, a maior franquia especializada em joias em aço e fotogravação do mundo, o ato de se investir em uma franquia é extremamente saudável. “O mercado de franquias cresceu consideravelmente nos últimos anos. Acredito que a necessidade de uma segurança financeira no momento em que vivemos é o principal objetivo de quem procura, além claro, do sonho de ter o seu próprio negócio” diz a diretora de uma das franquias que mais cresce no país, atualmente com 300 unidades vendidas pelo Brasil, Portugal, EUA e Colômbia.

Eliane afirma ainda que embora o crescimento continue, não será para todos. “É importante expandirmos, porém se não olharmos para dentro em busca de melhorias corremos grandes ricos, o foco principal é que os franqueados melhorem seus resultados. Precisamos estar sempre aprimorando com atualização de produtos, pesquisas de consumo no ponto de venda, treinamentos” completa Eliana. Em 2016, a Emporio do Aço investiu na reformulação da marca, desde logo até os modelos de quiosques. Todo trabalho foi realizado na França pelo especialista de marketing de marcas Premium Philippe Lepron. Um investimento indispensável, segundo a diretora, trazendo melhorias para os franqueados e para o consumidor final. Uma dica para quem quer ter sucesso nos negócios.

 

 

Assessoria

Comentários

Leia também...