Meio Ambiente de Nova Odessa planta 130 mudas na margem do Ribeirão Quilombo


Área degradada é recuperada e será cuidada por munícipes

 

A Prefeitura de Nova Odessa, por meio da Diretoria de Meio Ambiente, promoveu na manhã desta quarta-feira, dia 17, o plantio de 130 mudas de árvores nativas nas margens do Ribeirão Quilombo, entre os bairros Jardim Santa Luiza e São Jorge. Dois munícipes, que possuem hortas nas proximidades, participaram do cultivo e ajudarão a cuidar das espécies plantadas no local, que antes estava degradado.

Mauri José dos Santos, de 69 anos, dos quais 20 residindo em Nova Odessa, auxiliou no plantio e está disposto a colaborar na preservação do local. “A recuperação e o plantio são bons para o (Ribeirão) Quilombo”, ressaltou o munícipe, nascido e criado na roça e que possui horta no Jardim São Jorge. “Estou sempre por aqui e vou acompanhar todo dia pra manter esse lugar”, acrescenta.

Benedito Barboza, 76, também colaborou e vai monitorar a área recuperada. “Pra mim facilita, porque cuido da minha horta na outra margem do Ribeirão Quilombo e dessa área”, aponta.

As espécies plantadas pela Diretoria de Meio Ambiente foram Aroeira-Pimenteira, Dedaleiro, Graviola, Jenipapo, Algodão-do-campo, Canelinha, Quaresmeira, Angico, Ingá e Jambo.

Assessora do Meio Ambiente, Fernanda Dagrela explica que a área recebia o despejo irregular de entulhos e foi limpa. “Essa ação é importante para recuperarmos a vegetação e proteger o Ribeirão Quilombo, contribuindo na qualidade de vida dos moradores e na fauna dos pássaros que utilizam essas árvores”, resume. “Hoje essa área passar a ter cuidados, contanto com ajuda de moradores”, diz.

O prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza acompanhou o plantio e citou que a ação faz parte de iniciativa municipal. “Nosso objetivo é não apenas recuperar espaços que estavam degradados, mas principalmente promover o plantio de espécies em diversos novos locais, para aumentar a cobertura vegetal do município”, explica.

A Diretoria de Meio Ambiente tem realizado diversas ações de plantio em áreas públicas, recuperando os espaços por meio da arborização de espécies nativas, inclusive frutíferas. Paralelamente a isso, em duas iniciativas do “Bosque da Família” foram plantadas 440 mudas de árvores em terrenos no Jardim das Palmeiras e no Monte das Oliveiras.

 

Fotos: Osnei Réstio

Comentários

Notícias relacionadas