Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Marschelo Meche quer mais três unidades de saúde 24 horas em Americana

Marschelo Meche (PSL)

O vereador Marschelo Meche (PSL) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que pede informações da prefeitura sobre o plano de descentralização territorial dos serviços públicos ininterruptos de saúde e propõe a adoção de um protocolo com diretrizes para a abertura de unidades públicas com funcionamento 24 horas.

 

No documento, o parlamentar destaca que as duas unidades que realizam atendimento de emergência 24 horas em Americana – o Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi e o Pronto-Atendimento do Zanaga – concentram-se em regiões afastadas dos bairros periféricos, onde há maior demanda de serviços públicos.

 

Meche propõe que o poder público municipal priorize três regiões para a abertura de unidades de atendimento 24 horas: região da Praia Azul (Chácara Machado, Jardim América), região pós-SP-304 (Cidade Jardim II, Mathiensen) e região pós-Avenida Europa (bairros em torno do Parque Gramado).

 

De acordo com o vereador, a prefeitura poderia elaborar um protocolo, formulado por autoridades municipais de saúde, no qual estejam estabelecidos custos, prazos e responsabilidades para ações de descentralização do atendimento no SUS.

 

“As populações afastadas da região central encontram dificuldades de acesso ao atendimento de emergência e essa é uma condição injusta. Se a prefeitura estabelecer uma diretriz no sentido da descentralização e um protocolo indicando como podemos viabilizar, isso facilitará o esforço para que possamos concretizar a abertura dos postinhos de forma ininterrupta”, afirma Meche.

 

“Um dos pontos positivos é que facilitará aos vereadores na busca de emendas parlamentares junto aos deputados e senadores, para que verbas sejam destinadas à compra de equipamentos ou financiamento de reformas nas unidades de saúde que poderão passar a atender 24 horas por dia”, avalia.

 

Ainda no requerimento, Meche questiona a prefeitura sobre a viabilidade de abertura do atendimento 24 horas no tempo mais breve possível. “As regiões no entorno do Parque Gramado, no Mathiensen e na Praia Azul não podem ficar isoladas. O SUS é universal e precisa ser acessível, esta é uma pauta urgente”, comentou o vereador.

 

O requerimento será discutido e votado pelos vereadores em Plenário, durante a primeira sessão ordinária da legislatura, que acontece na quinta-feira, 21 de janeiro.