Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Mais de 100 crianças são atendidas pelo CEDIN


Cento e quatorze crianças de Santa Bárbara d´Oeste são atendidas gratuitamente no CEDIN (Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil) da Fundação Romi.  Elas estudam, desde 2014, em período integral, graças a um convênio firmado entre a Prefeitura e a Fundação Romi. São 62 crianças atendidas no Jardim I e 52 no Jardim II. O CEDIN é uma escola infantil voltada para o atendimento de crianças de 4 a 5 anos,  prioritariamente, da Comunidade Zumbi dos Palmares – um assentamento em situação de vulnerabilidade social. O convênio já deu oportunidade a mais de 500 crianças barbarenses estudarem no CEDIN.

 

“A relação público-privada é um caminho muito importante para viabilização do atendimento à comunidade. Para a Fundação Romi, a participação da Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, na parceria para o CEDIN é o que torna viável o atendimento a essas crianças na Educação Infantil”, comentou o superintendente da Fundação Romi, Vainer João Penatti.

 

De acordo com a secretária de Educação, Tânia Mara da Silva, o convênio com a Fundação Romi é de extrema importância para a formação das crianças beneficiadas. “O CEDIN tem um trabalho pedagógico diferenciado porque eles valorizam as crianças como protagonistas e isso vai refletir em um futuro melhor para elas”, disse.

 

A metodologia do CEDIN tem como base o construtivismo de Jean Piaget, Paulo Freire e a experiência da cidade italiana Reggio Emilia, estimulando os alunos a se reconhecerem na sociedade em que estão inseridas, compreendendo seu papel no meio social, suas relações com outras crianças e com os adultos, valorizando a cultura da infância. “Nossa proposta pedagógica entende o aluno como sujeito ativo, capaz de descobrir os significados das relações lógicas e partindo desse princípio por meio do trabalho por projetos e grupos estimulamos o protagonismo, a capacidade investigadora,  o raciocinar e imaginar, construindo o conhecimento por meio de experiências, vivências e interações”, declarou a diretora do CEDIN, Luciana Bueno Bruscagin.

 

As crianças estudam no CEDIN em período integral. Recebem da Prefeitura alimentação – café da manhã, almoço e lanche da tarde, além de transporte.  Por meio de parcerias, a Fundação Romi oferece outras atividades gratuitas, como mostra de cinema, espetáculo musical e teatro, entre outras.  De acordo com a coordenadora do CEDIN, Rosana Pavarin Buono, a rotina é diferenciada e voltada ao desenvolvimento das vivências.  “As atividades desenvolvem a linguagem escrita e oral, integram matemática, jogos de raciocínio, aulas de informática, linguagem  LOGO, Natureza e Sociedade, Artes, Movimento, Música, Contação de Histórias, Experiências e Sala de Apoio Pedagógico, que visam o desenvolvimento  cognitivo, social e afetivo das crianças”, concluiu a coordenadora.

 

Assessoria de imprensa

Comentários

Dennis Moraes