Liderar é um dom – por Douglas S. Nogueira

 

         Liderar não é para todos, alguns realmente nascem com esse dom da liderança, de puxarem a fila e se manterem firmes em momentos de dificuldades constrangedoras.

         Dizer que a liderança pode ser criada, transformando uma pessoa teoricamente sem perfil algum em um grande líder, pode até mesmo ser utopia por parte da literatura, pois assim como um jogador de futebol craque, talentoso e diferenciado o qual nasceu real e exclusivamente para jogar bola ou o empresário que hoje arrecada rios de dinheiro, mostrando a todos que sua diferente capacidade é de berço, o líder também é colocado nos mesmos parâmetros.

         Não tem como negar que a liderança nasce com o indivíduo, já que um líder moldado “criado em laboratório” apresenta “defeitos de fábrica”, defeitos esses que jamais seriam apresentados por um líder nato, pois não é questão de saber liderar e sim nascer com o dom, ou seja, esse último não requer de muitos esforços para começar a se destacar perante um grupo influenciando positivamente pessoas, talvez até aja dessa forma espontaneamente sem que perceba.

         O sonho de muitos indivíduos teoricamente sem perfil ou capacidade alguma é tornar-se líder, chefe, mandão por quê? Segundo a psicologia, simplesmente para suprirem aquele vazio enorme de conquista que possuem dentro de si, explicando, tais indivíduos querem estar a qualquer custo no comando de um grupo para tentarem de alguma forma provarem para si mesmos que são importantes, aí então brigam, guerreiam, jogam sujo, destroem imagens de companheiros, puxam saco dos superiores, enfim, fazem tudo e mais um pouco em busca de serem o que jamais serão, líderes.

         Quando uma pessoa conquista a liderança de forma desonesta, suja e puxando o saco, além de provar sua incapacidade e que de líder não tem nada esquece-se do principal, a criação de uma estrutura de respeito perante os seus companheiros, isto é, como os agora subordinados irão enxergá-la como superior. Normalmente tal pessoa tende a ter sérios problemas de relacionamentos a partir daí, além do que essa falsa liderança inicia uma impiedosa contagem para encerrar, pois ninguém a suporta e mais, os subordinados sempre trazem à tona a maneira suja com que essa pessoa chegou ao comando. 

          Geralmente um indivíduo que chegou forçadamente ao comando desprovido do dom da liderança, mal sabe persuadir (convencer) seus subordinados das atividades à serem feitas, é autoritário, grosso e ignorante, além de desconhecer o chaveiro dos verdadeiros líderes, o significado da palavra empatia, tratando seus homens como escravos que são obrigados a trabalharem não para a empresa e sim para ele.

Por outro lado, o indivíduo líder nato repleto do dom da liderança, conquista o comando de um grupo naturalmente com o passar dos dias, demonstra conhecimento, capacidade, talento, influência e o principal amor e respeito pelo ser humano. Jamais um líder nato iria chamar a atenção de um subordinado em meio ao público, constrangendo o mesmo, levá-lo-ia a uma sala ou um canto e lá sim apresentaria os erros à serem corrigidos.

Por mais que muitos tentem abafar líderes natos, mais cedo ou mais tarde eles sempre chegarão aos seus postos, ao comando, seja naquela empresa ou em outra, pois nasceram com o dom da liderança e esse talento é forte e difícil de esconder.

Liderar é difícil e não permite penetras, indivíduos incapazes, lançados ao poder forçadamente. Não é uma técnica e sim uma arte, sensibilidade e talento que somente alguns possuem, por mais tempo que demore os verdadeiros líderes sempre prevalecerão.

 

“A liderança é uma poderosa combinação de estratégia e caráter. Mas se tiver de passar sem um, que seja estratégia.” (Gen. Norman Schwarzkopf)

“Para ser um líder, você tem que fazer as pessoas quererem te seguir, e ninguém quer seguir alguém que não sabe onde está indo.” (Joe Namath)

 

Douglas S. Nogueira

Técnico de Manutenção e Planejamento

Blog: www.douglassnogueira.blogspot.com

E-mail: douglas_snogueira@yahoo.com.br  

Comentários

Notícias relacionadas