Jovem é preso por vender cérebros humanos pela internet

A prisão de um suspeito de 21 anos desmascarou um macabro esquema de cérebros vendidos online. O suspeito tinha vendido cerca de 60 cérebros. E sim, surpreendentemente havia clientes.

David Charles, roubou 60 frascos de cérebros humanos e outros tecidos em outubro, de um espaço de armazenamento no Museu de História da Medicina de Indiana. Ele é acusado de invadir o local e roubar os cérebro e tecidos de autópsias de pacientes da década de 1890.

Documentos judiciais revelaram que alguns itens foram vendidas no site de leilões eBay por um intermediário, apesar da política da empresa ser contra o tráfico de seres humanos e partes de corpos.

O suposto esquema começou a ruir quando o diretor-executivo do museu Mary Ellen Hennessey Nottage, recebeu uma chamada no mês passado de um homem na Califórnia que disse que tinha comprado “seis potes de massa encefálica” por US $ 600 no eBay. Nottage notificou a polícia.

Charles foi preso em 16 de dezembro, depois que as autoridades organizaram uma operação policial. Ele foi preso por roubo e outras acusações.

O suspeito compareceu ao tribunal em Indianápolis para prestar depoimento em relação ao suposto roubo de dezenas de frascos de tecido cerebral humano, estimado no valor de cerca de US $ 4.800.

Comentários

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta