fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Esportes Santa Bárbara d´Oeste

JJ Bellani atualiza “A história do União Agrícola Barbarense FC”, disponível no site do CEDOC da Fundação Romi

Em tempos de Distanciamento Social, uma opção para ocupar a cabeça, enriquecer culturalmente e adquirir novos hábitos é a leitura. No site do Centro de Documentação Histórica – CEDOC da Fundação Romi há uma área dedicada a publicações sobre Santa Bárbara d’Oeste. São Artigos, Trabalhos Acadêmicos e Livros em formato digital para download gratuito. A reprodução pode ser feita em qualquer suporte, sem necessidade de autorização específica, desde que sejam mencionados os créditos. É proibida a utilização do todo ou de parte do conteúdo desses documentos para fins comerciais.

O jornalista e historiador esportivo JJ. Bellani atualizou seu livro eletrônico “A história do União Agrícola Barbarense FC”, que está hospedado no site do CEDOC da Fundação Romi. O livro do Leão da 13 conta seus feitos até 2020. “Terminei a atualização em janeiro de 2020. No livro conta até a Copa São Paulo de Futebol Júnior 2020, que o estádio Antonio Lins Ribeiro Guimarães foi sede do Capivariano, mas o União Barbarense não jogou”, explica JJ Bellani.  “Até 2019 tem todas as informações sobre o União Agrícola Barbarense. Todos os jogos do profissionalismo, de 1964 pra cá. Alguns resultados, de amistosos, não conseguimos achar. Mas jogos oficiais, estão todos no livro”, conclui.

Com a atualização, disponível no site do CEDOC da Fundação Romi, o material recebeu um novo formato e foi dividido em sete partes. “O livro do União Barbarense está lindo, principalmente para aqueles que gostam de lembrar dos grandes times que o União já teve. Ele vem desde a fundação do União Barbarense, em 22 de novembro de 1914, até final de 2019, mas dividido em partes. A primeira parte focaliza o União Barbarense nos tempos do amadorismo. A segunda parte é no profissionalismo até o final do século. A parte três é o União no novo século, de 2001 pra cá até a chegada do centenário em 2014. A parte quatro focalizo a festa do centenário. A cinco traz o pós centenário. A parte 6 todos os resultados dos jogos na era do profissionalismo. A parte final, 7, fechando o livro com variedades, com muita coisa interessante”, pontua o jornalista e historiador esportivo.

JJ Bellani ainda agradece a parceria com a Fundação Romi, responsável pela hospedagem não só do livro “A história do União Agrícola Barbarense FC”, mas também dos títulos: “Santa Bárbara d’Oeste em um século de esportes” ; “Memória do Futebol Barbarense (até 1985)” ;” Livreto: Anos dourados do CAUSB (Clube Atlético Usina Santa Bárbara)”; “Fotolivro: César Cielo” ; “Livreto: O futebol de salão jogado em Santa Bárbara d’Oeste” e “Santa Bárbara 200 anos”. “Agradeço ao Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi, o qual faço parceria. No site da Fundação Romi que sempre hospeda meus livros virtuais. Muito obrigado à equipe do CEDOC da Fundação Romi”, finaliza JJ Bellani.

O site do Centro de Documentação Histórica – CEDOC da Fundação Romi pode ser acessado através do endereço http://fundacaoromi.org.br/fundacao/cedoc/. As áreas podem ser acessadas no MENU, que está no canto direito identificado por três riscos. Lá pode ser explorado todo material disponível no CEDOC.

 

Sobre o CEDOC

O Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi é um espaço vivo de preservação da história, que além de resgatar todo o passado histórico de Santa Bárbara d’Oeste e região, atua na guarda, conservação e disponibilização do acervo da Fundação Romi e da Indústrias Romi – com destaque para o acervo do Romi-Isetta. Além de um espaço expositivo vivaz e dinâmico, o CEDOC realiza o projeto de Educação Patrimonial para crianças e adolescentes, realiza o Processamento Técnico de todos os documentos recebidos e ainda recebe exposições e palestras, promove visitas monitoradas e técnicas, oficinas de capacitação e experimentação. O CEDOC está localizado na Avenida João Ometto, 200, Jd. Panambi, em Santa Bárbara d´Oeste. (19) 3499-1558. www.fundacaoromi.org.br/cedoc.

Sobre a Fundação Romi

Seu legado iniciou em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi. Tendo como missão promover o desenvolvimento social e humano através da educação e cultura, a Fundação Romi é pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, beneficiando mais de 30 mil pessoas, por ano, através de seus dois grandes eixos: Educação e Cultura. Mantenedora do Núcleo de Educação Integrada, sua escola de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, oportuniza a formação integral, autônoma e protagonista de crianças, adolescentes e jovens. Além disso, promove, por meio de seu Centro de Documentação Histórica, projetos de educação patrimonial para crianças do Ensino Fundamental I, para reconhecimento e conhecimento da história local como elemento de cultura e cidadania. Somado a isso, seu Centro de Documentação Histórica também realiza o Processamento Técnico da memória do município para guarda, preservação e disponibilização do acervo à população para consulta e pesquisa. Dentre as unidades da Fundação Romi também está a Estação Cultural de Santa Bárbara d´Oeste que, por meio de oficinas livres, culturais e de formação, projetos de fomento à economia criativa, de elevação do status cultural e de ações socioeducativas atende milhares de pessoas por ano. A Fundação Romi está localizada à Avenida João Ometto, 200, Jd. Panambi, em Santa Bárbara d´Oeste. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br.

Comentários