Indicação pede criação de Casa do Diabético em Limeira


Centro pode ajudar no tratamento e prevenção da doença

O vereador Helder do Táxi (PMDB) protocolou na segunda-feira, 20, uma indicação ao prefeito sugerindo a criação de um centro de atendimento especializado para pessoas portadoras da diabetes mellitus, denominado “Casa do Diabético”.

O vereador justifica a necessidade da criação do centro com base em estudos feitos na área da saúde. Atualmente mais de 360 milhões de pessoas sofrem com a doença e, segundo a Federação Internacional de Diabetes (DIF), até 2035 mais de 550 milhões de pessoas terão a doença em todo o mundo.

A indicação também sugere que sejam desenvolvidas no município atividades acerca da diabetes, uma delas é organizar uma caminhada de conscientização e em comemoração ao Dia Mundial da Diabetes. Além disso, organizar ciclo de palestras em escolas e órgãos públicos, com apoio de médicos endocrinologistas para falar sobre a doença, entre outras ações.

No texto, Helder do Táxi afirma que a diabetes é uma grande ameaça à segurança e prosperidade humana. Ela empobrece famílias e sobrecarrega sistemas de saúde. “Por isso, e muito mais, é que se justifica a construção de um centro especializado para a prevenção e tratamento da doença, e ainda realizar campanhas educativas durante todo o ano”, justifica o vereador.

Saiba mais

A diabetes pode matar: a cada oito segundos, alguém morre em decorrência de complicações causadas pela doença. Ela também causa deficiências como amputação dos membros e retinopatia diabética (perda da visão ou cegueira), entre outras complicações como doença cardíaca, derrame e insuficiência renal.

Existem dois tipos de diabetes. A de tipo 1 ocorre quando o pâncreas deixa de produzir insulina, aumentando os níveis de açúcar no sangue. É uma doença autoimune e, em alguns casos, tem relação genética, mas fatores ambientais também podem acarretar a doença. Ainda não existe uma terapia comprovada que previna ou cure a diabetes tipo 1.

Já a de tipo 2 é a mais comum e geralmente acomete adultos obesos acima dos 40 anos. Há também uma predisposição genética que juntamente com o sedentarismo e a obesidade podem ocasionar a doença. No entanto, a de tipo 2 pode ser prevenida com a prática de exercícios físicos e a manutenção de um peso saudável.

*Com informações do gabinete parlamentar

Comentários

Notícias relacionadas