Indaiatuba: Urbanismo E vigilância epidemiológica fazem limpeza em residência do Camargo Andrade

Materiais recicláveis estavam acumulados no quintal da casa

 

A Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente em parceria com o Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, realizaram na tarde de sexta-feira (22) um mutirão de limpeza em uma residência do Jardim Camargo Andrade. A ação foi necessária para a retirada de materiais recicláveis acumulados no quintal da casa e que poderiam ser criadouros do mosquito transmissor da Dengue.

Conforme informações da Vigilância Epidemiológica, a residência já era monitora pela equipe, mas inicialmente houve resistência por parte da proprietária para a retirada do lixo.  A senhora de 59 anos catava os recicláveis na rua, mas, com problemas de saúde, não estava dando conta de separar o material para a venda.

A limpeza encheu um caminhão de materiais recicláveis, que foram encaminhados ao Centro de Triagem e Coleta Seletiva da Prefeitura, que funciona no Aterro Sanitário.

A residência localizada na rua Sergio José de Lima, está cadastrada no projeto Cidade Limpa é Cidade Saudável que foca os moradores que recolhem e armazenam materiais recicláveis em suas residências para venda própria sem outra forma de renda familiar. O projeto também tem o cadastro de terrenos baldios em áreas prioritárias do município, que são alvos constantes de entulhos e lixos. Uma exigência da Vigilância Epidemiológica para evitar proliferação de mosquitos e outros animais nocivos a saúde é que os catadores mantenham o material organizado, o que não estava acontecendo na residência do Camargo Andrade.

Para evitar um novo acúmulo de lixo no local, a Vigilância pede que a população da localidade não leve mais recicláveis para essa residência, como era de costume. O local continuará sendo monitorado semanalmente e receberá uma placa de orientação para que as pessoas não depositem mais materiais na casa.

 

Foto: Eliandro Figueira  SCS/PMI

Comentários

Notícias relacionadas