Indaiatuba já tem primeiro Táxi adaptado para pessoas com necessidades especiais

Sistema inclui dispositivos de segurança com travas

 

O Departamento de Transporte Coletivo (DTC), vinculado à Secretaria Municipal de Administração, certificou na última semana o primeiro táxi adaptado para o transporte de pessoas com necessidades especiais e dificuldades de locomoção. O veículo, um Fiat/Doblô Essence 1.8, ano e modelo 2013/2014, dispõe de plataforma elevatória instalada no espaço do porta-malas, possibilitando que o passageiro entre no veículo sem sair da cadeira de rodas. Há ainda um sistema de segurança com travas e cinto para evitar incidentes.

O táxi também pode ser utilizado pelos usuários em geral e a tarifa é a mesma dos veículos convencionais. “A iniciativa foi do próprio permissionário, o Sr. José Mario Giavoni, que entendeu que a prestação deste serviço faz parte do Plano Nacional de Mobilidade e optou por investir neste segmento, arcando com todas as adaptações às especificações técnicas e de segurança”, destaca o diretor do DTC Silvio Roberto Lima.

De acordo com Giavoni, a motivação por este trabalho vem desde 1986. “Meu pai, Carlito José Giavoni, iniciou a profissão de motorista de táxi no município e eu tinha apenas oito anos de idade. Mais tarde, em 1999, atuei como seu auxiliar e percebi a dificuldade que era transportar um cadeirante. Tempos depois me afastei e fui trabalhar em outros lugares, mas sempre relacionado a transporte e na área da saúde, exercendo a minha profissão de técnico em radiologia médica e sempre observando este problema das pessoas com dificuldades de locomoção. A partir daí, fui pesquisar como se transformava um veiculo para esse tipo de transporte e resolvi passar a prestar este tipo de serviço também”, conta o taxista.

 

Foto: Divulgação

 

Comentários

Notícias relacionadas