fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

24horas Opinião

Importância da sustentabilidade no meio urbano

A cada ano aumenta a quantidade de catástrofes naturais em todo o mundo, evidenciando todo o impacto negativo e a desarmonia causada pelas atividades humanas, bem como a necessidade de sustentabilidade

 

Poluição, desmatamento, queimadas, destruição de habitats naturais, diminuição da biodiversidade e o acúmulo de resíduos sólidos são outros graves problemas enfrentados pela nossa sociedade no presente e que aumentaram no Brasil no último ano.

 

Para tentar amenizar os impactos no futuro, é fundamental que o governo brasileiro, assim como de todo o mundo, se preocupem com o tema. Além disso, os esforços devem ser somados aos do meio empresarial e da sociedade civil, comprometendo com o desenvolvimento sustentável.

O que é desenvolvimento sustentável?

A palavra sustentabilidade possui uma variação de significados. Em Biologia, está relacionada à capacidade, de determinados ecossistemas, de recuperação após agressões por atividades do homem ou até pela própria natureza.

 

Quando aliada à palavra desenvolvimento, o termo se refere à práticas empregadas para evitar o esgotamento de recursos da natureza ao mesmo tempo em que se atende à população. Um exemplo desses recursos naturais é a água, presente em grandes quantidades no nosso planeta, mas não com potabilidade, o que impossibilita o seu uso.

 

De uma maneira geral, pode-se dizer que a sustentabilidade é a capacidade de utilizar os recursos naturais de uma forma que eles consigam se manter por diversos anos, sem riscos de escassez ou esgotamento. Desta forma, a sustentabilidade é essencial para que as gerações futuras tenham acesso aos recursos, para continuar vivendo e realizando todas as atividades humanas.

 

O assunto se torna cada vez mais importante, porque uma série de graves problemas ambientais está afetando as cidades no mundo todo. Ao mesmo tempo, medidas corriqueiras podem ser feitas para diminuir os impactos, em diversos níveis, desde a higienização interna automotiva até a filtragem de gases poluentes industriais.

 

O meio urbano tem enfrentado problemas relacionados à falta de água e racionamento de energia. Quando chove, são as inundações, deslizamentos de terra e outros problemas, que atingem moradores de áreas periféricas das cidades.

 

Todos esses problemas não estão relacionados apenas a má administração pública, resultado de governos ineficientes, mas também à falta de conscientização da população. Afinal, é a falta de consciência sobre a necessidade da sustentabilidade que na maioria das vezes faz com que as pessoas continuem ações prejudiciais ao meio ambiente, Dentre elas estão o desperdício de água ou luz, ateamento de fogo em terrenos, entre outras ações que infelizmente ainda são bastante comuns hoje em dia.

Por que as empresas devem se importar com o desenvolvimento sustentável?

Por mais que os cidadãos se mobilizem e mudem hábitos de consumo, é essencial que os meios empresarial e comercial também se comprometam com o desenvolvimento sustentável.

 

Hoje em dia, muitos empresários vêem equivocadamente os investimentos na área como uma oportunidade para aumentar os lucros. Isso ocorre porque, ao mesmo tempo em que os empreendimentos contribuem, também ganham vantagens como economia e até ganhos extras, como reciclagem, por exemplo. 

 

A sustentabilidade também ganhou bastante valor nas ações de marketing empresarial destacando os empreendimentos mais responsáveis com os recursos que consomem.

 

Mas é preciso que eles compreendam que os negócios e as medidas de impacto ambiental que estão envolvidas nas ações para o desenvolvimento são de relevância para a sociedade como um todo. Até porque, para garantir o seu funcionamento, as empresas precisam pagar impostos, contratar pessoas e utilizar recursos ambientais e sociais, que pertencem a todos.

 

Para se tornar uma empresa de desenvolvimento sustentável, o empreendimento precisa focar em uma administração com equilíbrio entre retorno econômico e obrigações ambientais e sociais.

 

Isso implica em combinar a produtividade com a sustentabilidade, o que muitas vezes envolve mudar atitudes, crenças e valores na empresa. Também é preciso tirar o foco da lucratividade que pode haver por trás das marcas que são consideradas verdes hoje em dia, se preocupando com a real inserção dos empreendimentos na sociedade.

Vantagens de práticas empresariais sustentáveis

O desenvolvimento sustentável pode ser imprescindível para o futuro da humanidade. Entretanto, ainda há muitos empreendedores e gestores que buscam evidências palpáveis para justificar os gastos com medidas ambientais. 

 

Portanto, entre as vantagens das práticas visando o desenvolvimento sustentável nas empresas, vale a pena enumerar:

  • Melhoria da imagem da empresa junto à comunidade;
  • Economia de recursos com produções e logística;
  • Conformidade com a legislação ambiental, trabalhista e outras;
  • Possibilidade de ganho com reciclagens, reutilizações e reaproveitamentos;
  • Satisfação dos funcionários, parceiros e consumidores cada vez mais conscientes; 
  • Valorização da empresa no mercado ou na Bolsa de Valores;
  • Contribuição para um planeta com melhores condições ambientais no futuro.

 

Contudo, as práticas adotadas pelas empresas de todos os portes apresentam resultados significativos para a preservação dos recursos naturais, que são fundamentais para a sociedade como um todo. 

 

Por isso, pode-se dizer que o futuro da humanidade depende do desenvolvimento sustentável, que deve ser aplicado em caráter emergencial, diante de tantos alertas enviados pelo planeta, como é o caso dos desastres naturais, além do aquecimento global e da perda de biodiversidade no mundo todo.

Como ter práticas mais sustentáveis?

A sustentabilidade é um conceito que pode e deve servir de guia para grande parte das atividades que realizamos no dia a dia, não só nas empresas e comércios de todos os setores e tamanhos, mas também nos condomínios, residências, instituições e na sociedade em geral.

 

Cabe aos empreendedores de negócios de todos os setores, como a locação de gerador de energia, por exemplo, a análise do negócio e de todos os processos envolvidos, para a implantação de ações visando o desenvolvimento sustentável.

 

Desta forma, é possível contribuir para a preservação dos recursos naturais mesmo no meio urbano. Outro benefício é a obtenção de certificados e a contribuição para a conscientização, por meio dos funcionários e consumidores.

 

As principais ações podem ser implantadas em empresas e comércios de todos os segmentos e tamanhos, visando mais sustentabilidade no meio urbano. Dentre elas, destacam-se:

  1. Manutenção preventiva geradores diesel, e outros, evitando emitir poluentes;
  2. Uso racional de água, energia elétrica, outros recursos e materiais;
  3. Separação e destinação correta dos resíduos sólidos;
  4. Reciclagem de materiais com potencial para reaproveitamento;
  5. Uso de biodegradáveis, recicláveis e reciclados para embalagens e produtos;
  6. Reutilização de sobras de matéria-prima e recursos;
  7. Uso de sistemas de captação, tratamento e reaproveitamento de água;
  8. Investir em gerador de energia solar, energia limpa e renovável;
  9. Otimização logística, de armazenamento e de combustíveis;
  10. Instalação de filtros para retenção de poluentes industriais;
  11. Escolher produtos e processos responsáveis, que não agridam à natureza;
  12. Informar adequadamente ao consumidor características dos produtos e serviços prestados;
  13. Orientar sobre as embalagens, validade e formas de uso de produtos;
  14. Uso de rotulos de alimentos saudaveis biodegradáveis, evitando o plástico;
  15. Adoção de logística reversa, evitando o descarte irregular de produtos;
  16. Planejamento de desenvolvimento sustentável e eficiente;
  17. Favorecimento da economia local, dinâmica e sustentável;
  18. Incentivo ao consumo consciente, ao invés das compras desenfreadas;
  19. Criação de espaços verdes voltados ao lazer da população;
  20. Programas visando a arborização e cuidado de ruas e espaços públicos;
  21. Estabelecimento de contratos claros, objetivos e justos com parceiros e clientes.

 

As medidas também podem estar voltadas à educação e conscientização social, que são fundamentais para cidades cada vez mais sustentáveis. 

 

Nesse sentido, uma empresa especializada em locação de caçamba de entulho, por exemplo, também pode criar projetos para o desenvolvimento educacional e cultural da comunidade em que a empresa se insere.

 

Além disso, é de extrema importância jamais utilizar o trabalho infantil, forçado ou escravo para o desenvolvimento empresarial, e sempre atentar-se para o bem-estar e saúde física e mental de colaboradores, incluindo estruturas e placa de acessibilidade sempre que necessário.

 

É imprescindível que as empresas respeitem totalmente as leis ambientais do país, não se envolvendo em esquemas de corrupção ou de desvio de recursos públicos, que afetam diretamente a qualidade dos serviços oferecidos à população.

 

As obras e construções civis devem respeitar as legislações e boas práticas de sustentabilidade, com relação aos trabalhos que vão desde a terraplanagem terreno até o acabamento dos imóveis, com a escolha de materiais cuja fabricação não seja agressiva ao meio ambiente.

 

As ações podem variar de acordo com as atividades realizadas no meio empresarial e, por isso, uma consultoria de empresas especializadas em gestão ambiental pode ser bastante útil para apontar o que pode ser mudado.

 

Contando com profissionais especializados, com conhecimentos técnicos relacionados ao meio de atuação da empresa e às legislações e boas práticas ambientais, é possível alcançar bons resultados. 

 

Além de contribuir da melhor forma possível para a preservação da natureza, mesmo em meios urbanos, as empresas alcançam os benefícios econômicos e sociais que estão atrelados às ações.

Comentários