Homem é agredido na cabeça e no pescoço com arma branca

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os Guardas Municipais Cleber e Andrews foram solicitados a comparecerem na U.M.S. Dr. Afonso Ramos onde estava em atendimento um homem com ferimentos provocados por arma branca.

Pelo local foi identificado a pessoa de A.F.R. de 26 anos, o qual passava por atendimento médico não sendo possível diálogo, foi então feito contato com sua amásia C.C.S de 20 anos, a mesma relatou que por volta das 22:30 horas deslocou-se com seu companheiro até a Rua Antonio Miranda Filho, 399, onde possuem uma residência de aluguel para conversarem com a inquilina do local.
Durante a conversa, em dado momento a inquilina passou a alterar o tom da voz dando inicio a uma discussão, momento que passava pelo local os irmão F.S.A. de 34 anos e D.S.A. de 35 anos, que por conhecerem a inquilina passaram a agredir a pessoa de A. que em desvantagem numérica arremessou um tijolo contra os agressores para que pudesse deixar o local.
Ao se retirar com companheira os irmãos afirmaram que “isso não ficaria assim” e que ambos iriam morrer, o casal dirigiu-se até a sua residência na Rua Izaltino Amaro da Silva e quando abriam o portão observaram os irmão correndo em sua direção sendo que F. portava em uma das mão em facão e antes que pudessem adentrar F. desferiu 2 golpes contra A. atingindo o mesmo na cabeça e no pescoço, tendo neste momento A. conseguido adentrar a residência e trancar o portão, fazendo com que o autor dos golpes e seu irmão deixassem o local derrubando o facão no local. Deitado ao solo A. foi socorrido por uma ambulância até U.M.S. Dr. Afonso Ramos.

De posse das informações e da indicação de C. sobre onde seria a residência dos autores, os Guardas ao se aproximarem depararam com A.F.R. em frente a sua residência, sendo de imediato detido, seu irmão ao perceber o ocorrido evadiu-se para a residência não sendo mais localizado.
De posse dos dados e com o autor dos fatos detido os patrulheiros se deslocaram até o plantão policial onde a autoridade de plantão Dra. Jacira de Oliveira Mendonça determinou a prisão em flagrante de A.F.R pela prática de homicídio tentado e a recolha na cadeia pública de Sumaré.
A vitima permaneceu em observação médica após realização de exames, recebendo 13 pontos cirúrgicos na cabeça e 7 pontos cirúrgicos no pescoço.
Na residência onde iniciou o desentendimento a moradora recusou-se a falar com os Guardas Municipais.

 

Fonte: Cleber Caetano

Comentários

Notícias relacionadas