Esportes 

Hernanes decide e São Paulo vence o São Bento no Pacaembu

O São Paulo voltou a vencer no Campeonato Paulista da Série A1. Com um golaço de Hernanes no segundo tempo, o time de André Jardine bateu o São Bento por 1 a 0 no Pacaembu, pela 5ª rodada da primeira fase. Como tem compromisso da Libertadores na quarta-feira, o clube aproveitou o jogo deste domingo para testar uma formação alternativa, com jogadores que não vinham tendo oportunidade, como Carneiro, William Farias e Everton Felipe.

Essa foi a primeira vez que Hernanes começou o jogo no time titular e ele atuou aproximadamente 70 minutos, além do gol. O São Paulo, que vinha de derrotas para Santos e Guarani, conseguiu respirar mais aliviado com o gol do meia e agora chega a nove pontos, na liderança do Grupo D. O São Bento, na zona de rebaixamento, segue com apenas dois pontos.

O técnico Marquinhos Santos reforçou a marcação do São Bento e entrou com Edson Ratinho improvisado no meio de campo, como uma opção de contra-ataque. Com oito minutos, em cobrança de escanteio, Paulinho puxou no primeiro pau e escorou para Ewerton Páscoa, que testou por cima do gol. A resposta do São Paulo veio na sequência, com Everton Felipe jogando na marca do pênalti para Bruno Alves cabecear pela linha de fundo, aos 12.

Na primeira chance clara da partida, com 18 minutos, o São Bento chegou a abrir o placar do Pacaembu. Alecsandro fez o pivô, ajeitou de peito para Alex Maranhão, que bateu de primeira no ângulo de Jean. Só que o auxiliar invalidou o lance no início da jogada, quando o centroavante recebeu a bola. O São Paulo também teve a oportunidade de marcar, em cobrança de falta de Hernanes com força, exigindo a defesa do goleiro Henal aos 38.

Com menos de um minuto de bola rolando no segundo tempo o São Paulo chegou novamente com muito perigo. Hernanes lançou Helinho na esquerda, que cruzou rasteiro para Araruna. Com a bola viva na pequena área, começou o bombardeio. Igor Vinícius tentou, mas foi travado. Carneiro pegou o rebote, mas Henal espalmou. Por fim, Antony também bateu cruzado e o goleiro novamente apareceu, jogando pela linha de fundo.

Em novo cruzamento pela direita, aos sete minutos, Edson Ratinho mandou com muita força e a bola quase encobriu o goleiro Jean, mas bateu no travessão e assustou o adversário. Com a bola no chão, trocando passes, o São Paulo conseguiu furar a marcação do São Bento. Carneiro brigou, Araruna pegou na ponta e encontrou Hernanes na entrada da grande área. O camisa 15 ajeitou o corpo, cortou a marcação e mandou com categoria para o fundo das redes, aos 15 minutos.

O São Bento poderia ter empatado no lance seguinte, abusando da velocidade nas pontas. Em bela tabela na esquerda, a bola foi cruzada para a grande área, passou por todo mundo e encontrou Edson Ratinho no segundo pau. Ele tentou pegar de primeira, mas a bola subiu demais e saiu. Mais tarde, aos 28, o São Paulo poderia ter ampliado após boa jogada individual de Carneiro, mas Igor Vinícius errou a finalização após o cruzamento rasteiro.

No apagar das luzes, aos 48 minutos, Helinho puxou o contra-ataque pela direita e encontrou Antony. O jovem atacante deixou com Bruno Alves, que tentou um cruzamento rasteiro, mas a bola bateu no braço do zagueiro João Paulo. Na cobrança, Jonatan Gomez pediu a bola e chutou firme, no canto direito, mas o goleiro Henal voou para defender  no último lance da partida.

O São Bento já tem compromisso na próxima sexta-feira, às 21 horas, contra a Ferroviária no Walter Ribeiro, em Sorocaba. Já o São Paulo viaja para a Argentina enfrentar o Talleres no estádio Mário Kempes, quarta-feira, às 21h30, pela primeira fase da Copa Libertadores. No Campeonato Paulista o próximo compromisso do clube é no sábado, às 19 horas, contra a Ponte Preta em Campinas, pela 6ª rodada.

 

FPF

Comentários

Leia também...