fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Haddad quer colocar secretários para ir trabalhar de ônibus

Prefeito de SP acredita que governo deve dar exemplo e estuda obrigar secretários a irem trabalhar de ônibus, segundo a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo

 

O prefeito Fernando Haddad desembarca de ônibus utilizado para vistoria técnica de faixas exclusivas em São Paulo

 Foto: Fábio Arantes/Prefeitura de São Paulo

O prefeito Fernando Haddad desembarca de ônibus: medida repercutiu positivamente para o prefeito, que vem dando prioridade à criação das faixas exclusivas para coletivos

São Paulo – O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, estuda colocar todos os seus secretários para irem trabalhar de ônibus, como faz ele próprio de vez em quando. A informação é da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

A visão do prefeito é de que a cidade passa hoje por uma campanha para que as pessoas troquem o conforto do carro pelo transporte público, e que a equipe que dirige o município deveria dar o exemplo.

A decisão ainda não estaria tomada, segundo a coluna, porque traria dificuldade para os secretários. Se virar realidade, seria determinada por um decreto. Resta saber se tal medida seria considerada legal pela justiça, caso alguém a conteste.

A questão surge num momento em que políticos deSão Paulo vivem verdadeiros arroubos de vontade de utilizar o transporte público.

Na semana passada, o governador Geraldo Alckmin se comprometeu a andar de metrô ou trem nesta semana para ir ao Palácio dos Bandeirantes. Os dois sistemas estão sob responsabilidade do governo estadual.

Há duas semanas, foi Fernando Haddad que, pela primeira vez, pegou um ônibus para ir de onde mora, no Paraíso, à Prefeitura, no Centro de São Paulo. O sistema de coletivos, claro, é de responsabilidade da administração muncipal. “Gostei muito”, disse ele na ocasião.

O movimento politicamente calculado tem inspiração no exterior. O prefeito de Nova York, obilionário Michael Bloomberg, por exemplo, é conhecido por usar o metrô para ir trabalhar.

Comentários

Deixe uma resposta