24Horas Política 

Governador Alckmin confirma ao prefeito Denis Andia a liberação de R$ 8 milhões à Santa Casa de S.Bárbara


Recurso foi intermediado pelo prefeito junto ao Desenvolve SP há menos de um ano

 

O prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Denis Andia, e o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciaram nesta terça-feira (11) a aprovação do financiamento de R$ 8 milhões à Santa Casa de Misericórdia, entidade mantenedora do Hospital Santa Bárbara. A liberação de recursos foi confirmada ao presidente da Santa Casa, Aparecido Donizete Leite, e ocorre em menos de um ano após a primeira reunião entre os representantes da Administração Municipal, Santa Casa e da Agência Desenvolve SP, órgão vinculado ao Governo do Estado de São Paulo.

 

O aporte financeiro à entidade é mais um passo dado para que sejam cumpridos os compromissos junto aos colaboradores e fornecedores. De acordo com o governador, com o Tesouro do Estado as taxas de juro serão subsidiadas, possibilitando um financiamento com taxas inferiores às praticadas pelo mercado. “Ontem aprovamos o financiamento de R$ 8 milhões para a Santa Casa. É um financiamento, mas nós vamos subsidiar com recurso do tesouro e fazer uma equalização da taxa de juros. São em média 30 dias para todos os trâmites da documentação e liberação dos recursos”, explicou Alckmin.

 

A solicitação do financiamento junto ao Governo do Estado foi realizada no mês de setembro de 2014. Na ocasião, o prefeito Denis Andia intermediou o encontro entre os representantes da Santa Casa e da Agência Desenvolve SP com o objetivo de debater a situação do Hospital Santa Bárbara na época. “Sempre fomos sensíveis às necessidades da Santa Casa e chegamos a novos entendimentos, com novas propostas. O financiamento em condições subsidiadas é uma delas”, comentou o prefeito.

 

Denis lembrou ainda outras ações realizadas com o apoio do município para a reestruturação do Hospital Santa Bárbara. “O município intermediou o convênio entre Santa Casa e Unimed, assinado semanas atrás, com utilização da parte até então ociosa do Hospital e aporte de R$ 350 mil mensais. Vale destacar também que a Prefeitura dobrou o aporte financeiro à Santa Casa, repassando agora R$ 7,8 milhões por ano, além de ser firmada a co-gestão entre direção da Santa Casa e Prefeitura trazendo um novo olhar técnico, administrativo e de gestão hospitalar”, acrescentou Denis.

 

Assessoria de Imprensa

 

Comentários

Leia também...