Fundação Romi participa da campanha nacional Dia de Doar

 

 

 

 

 

 

  • Movimento tem como objetivo promover a cultura da doação e despertar o comportamento solidário da população e das organizações

 

  • Interessados podem doar online pelo site www.fundacaoromi.org.br/diadedoar

 

A Fundação Romi, entidade sem fins lucrativos localizada em Santa Bárbara d´Oeste, é uma das instituições participantes da campanha nacional Dia de Doar, que tem como marco o dia 02 de dezembro. A mobilização acontece na mesma data do “Giving Tuesday”, um movimento que surgiu nos Estados Unidos com a mesma proposta: promover a cultura da doação.

 

Para a campanha, a Fundação Romi irá lançar um movimento com ações virtuais de conscientização da comunidade local, organizações e áreas governamentais acerca da importância, não só do dia de doar, mas do hábito da doação.

 

Só no ano passado, a Fundação Romi atendeu mais de 37 mil pessoas em seus projetos e programas nas áreas de educação e cultura, número que corresponde a cerca de 20% da população de Santa Bárbara d´Oeste. Segundo a superintendente da instituição, Márcia Ameriot, a proposta é aumentar expressivamente esse número nos próximos anos e contribuir, assim, para a mobilidade social e o desenvolvimento do país. Daí a importância da doação e do engajamento das empresas e da população.

 

“A cultura de doação não é algo comentado. A necessidade de doar para entidades sociais é um assunto ignorado no Brasil. Há também certa desconfiança das pessoas com relação às instituições. Creio que a lacuna do hábito da doação é resultado de uma deficiência cultural. Acredito, no entanto, que falta ampliar a cultura do pedir, antes mesmo da cultura da doação”, destaca Ameriot.

 

Por isso, a campanha Dia de Doar reúne diferentes redes de pessoas, pequenas e grandes empresas através de um universo cada vez maior de plataformas digitais para incentivar doações, a fim de transformar o mundo em um lugar melhor para todos.

 

Qualquer tipo de doação é válido e ela vai muito além da ajuda financeira, é possível contribuir com voluntariado, doação de sangue, órgãos, livros, alimentos, recursos técnicos e humanos etc. O principal objetivo da campanha é despertar o comportamento solidário, mas, principalmente, incentivar a doação em dinheiro e, desta forma, aumentar os recursos e o alcance das organizações sem fins lucrativos, como a Fundação Romi.

 

Para a superintendente, no Brasil, o conceito de doação, muitas vezes, é associado a uma conotação assistencialista, simbolizando, para alguns, uma modalidade de descompromisso social, como a de quem prefere pagar para não precisar agir. “É preciso ampliar e rever esta perspectiva. Doar não é uma forma de omissão, mas sim de reconhecimento de causas sociais”, destaca Márcia.

 

No Brasil, mobilizar recursos é tarefa árdua. Os incentivos existentes são, na sua maioria, vinculados a projetos específicos, o que limita o desenvolvimento institucional das organizações.

 

“É preciso gerar recursos desatrelados aos projetos, fomentando uma cultura de doações como se dá em outros países. Por isso, iniciativas como o Dia de Doar é importante e a Fundação Romi apoia a ideia e espera o engajamento dos amigos da instituição. Também contamos com doações nesse dia!”, diz a superintendente.

 

Doações

Aos interessados em contribuir, é possível doar qualquer quantia pelo site da Fundação Romi: www.fundacaoromi.org.br/diadedoar. Mais informações sobre a campanha e organizações participantes estão disponíveis no site: www.diadedoar.org.br.

 

Fundação Romi

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social por meio da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 37 mil pessoas por ano por meio de seus quatro grandes eixos: Centro de Documentação Histórica (CEDOC), o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil (CEDIN), o Núcleo de Educação Integrada (NEI) e a Estação Cultural (EC). Tendo como apoiadora as Indústrias Romi S.A., instituições governamentais, não governamentais e a inicia privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir números mais expressivos por meio de suas áreas de atuação, seus programas e seus projetos.

 

Comentários

Notícias relacionadas