Frigorífico clandestino é descoberto pela Polícia Civil em Santa Bárbara d´Oeste

A Polícia Civil de Santa Bárbara d’ Oeste (SP) através do delegado Gabriel Fagundes de Toledo Netto e seus investigadores, fechou na manhã desta terça-feira (24) por volta das 10 horas, uma fábrica clandestina de carne suína em Santa Bárbara d’Oeste (SP). O local não possui inscrição municipal nem licença de funcionamento da Vigilância Sanitária. A unidade produzia e defumava semanalmente entre duas e três toneladas do produto, segundo os policiais que atenderam a ocorrência.

Além disso, fornecia para lanchonetes, bares e pizzarias da cidade e da região de Piracicaba (SP). O proprietário acusado do comércio José Aniceto de Jesus de 46 anos foi preso em flagrante e responderá por crime contra a saúde, de acordo com a polícia.

A fábrica fica na Rua Itapura, no bairro Jardim Icaraí. A polícia havia recebido denúncias anônimas e investigava a situação do imóvel há alguns dias. As condições de higiene encontradas eram precárias e não havia lixo no local. Além disso, os policiais encontraram produtos no chão e uma grande número de insetos.

A Vigilância Sanitária esteve na fábrica clandestina e apreendeu os produtos, que serão descartados no Aterro Sanitário de Santa Bárbara. Três funcionários que estavam no lugar foram liberados após prestar depoimento. O dono, no entanto, ficou preso e será indiciado no artigo 272 do Código Penal, segundo a polícia.

De acordo com a lei, o crime contra a saúde se caracteriza por “corromper, adulterar, falsificar ou alterar substância ou produto alimentício destinado a consumo, tornando-o nocivo à saúde ou reduzindo-lhe o valor nutritivo”. A pena prevista varia entre 4 e 8 anos de reclusão, caso a pessoa seja condenada.

O delegado Gabriel Fagundes de Toledo Netto relatou à imprensa em entrevista coletiva que os compradores da carne suína produzida neste depósito também podem ser autuados. “Resta, agora, investigarmos os compradores dessa carne. É um crime gravíssimo e quem, eventualmente, ingere esse tipo de alimento contaminado pode sofrer consequências em sua saúde, inclusive, havia moscas varejeiras no local”, no local havia nomes de prováveis compradores.

Do: Giro de Notícias Sbo
Imagens: Nilson Araújo / Rádio Luzes JP

Comentários

Notícias relacionadas