Exposição Quilts: Trabalhos que encantam

Estação Cultural recebe mostra “Quilts: trabalhos que encantam” nos dias 04 e 05 de julho.

A mostra “Quilts: trabalhos que encantam” é uma realização da artesã Themis Abdo com o apoio da Fundação Romi e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Santa Bárbara d´Oeste. Resultado dos trabalhos de suas alunas de várias cidades da região, a curta mostra reúne exemplares de seus melhores trabalhos. Alguns deles são reproduções de tecidos e moldes que datam do ano de 1800 a 1900, outros trabalhos são contemporâneos de autoras americanas.

Quilts ou acolchoado de retalhos é mais antigo do que se pode imaginar, há registros que datam o antigo Egito. Difundiu-se na América do Norte, sobretudo nos Estados Unidos, desde a época Colonial, onde em livros como da historiadora Alice Earl eles já aparecem como parte do enxoval de casamento e passaram a compor o legado da arte folclórica daquele povo.

Os quilts americanos têm sido a maior inspiração artística dos últimos 200 anos e são reconhecidos por historiadores e críticos como importante legado da arte folclórica da América, tanto que eles ganharam destaque em paredes do mundo todo. A diversidade dos trabalhos, a riqueza dos detalhes nas aplicações, a combinação das cores influenciou e influencia, até hoje, a arte popular de costurar retalhos.

No período da Guerra Civil Americana, muitos trabalhos serviram de código secreto entre as abolicionistas. Elas penduravam colchas em frente às casas onde o escravo fugitivo ao ver saberia que era uma casa segura onde poderia pedir abrigo e comida enquanto fugia para o Norte.

Outra característica de colchas daquela época é a variedade dos retalhos, como o sul estava em guerra contra o norte, tanto a plantio como a manufatura do algodão foram prejudicados, restando apenas o aproveitamento dos retalhos de roupas e tapeçaria para a confecção de colchas. Não são poucos os livros que contam histórias das mulheres que, a pedido do Presidente Lincoln, fizeram centenas de colchas para aquecer os soldados de ambos os lados no rigoroso inverno. A maioria delas hoje pode ser vista em Museus de quilts dos Estados Unidos.

A mostra “Quilts: trabalhos que encantam”, com entrada franca, fica aberta ao público, na Estação Cultural, somente nos dias 04 e 05 de Julho, sábado das 09h30 às 16h30 e domingo das 08h30 às 11h30. A Estação Cultural fica à Av. Tiradentes, 02, Centro, Santa Bárbara d´Oeste. Informações: 19.3455.4833

 

ESTAÇÃO CULTURAL

Inaugurada em 2007, a Estação Cultural é resultado da revitalização da antiga estação ferroviária de Santa Bárbara d´Oeste pela Fundação Romi. O local tornou-se referência em toda a região por oferecer opções culturais de qualidade e gratuitas para todos os públicos ao longo ano. Desde sua inauguração, mais de 150 mil pessoas já visitaram e participaram de suas oficinas, eventos e exposições. A Estação Cultural está localizada na Avenida Tiradentes, 02, no Centro de Santa Bárbara d´Oeste. Para mais informações, entre em contato pelo telefone 3455-4830.

FUNDAÇÃO ROMI

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social por meio da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 37 mil pessoas por ano por meio de seus quatro grandes eixos: Centro de Documentação Histórica (CEDOC), o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil (CEDIN), o Núcleo de Educação Integrada (NEI) e a Estação Cultural (EC). Tendo como apoiadora as Indústrias Romi S.A. , instituições governamentais, não governamentais e a inicia privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir números mais expressivos por meio de suas áreas de atuação, seus programas e seus projetos. A Fundação Romi está localizada na Avenida Monte Castelo, 1095, Jd. Primavera, em Santa Bárbara d´Oeste. (19) 3499-1555.

Comentários

Notícias relacionadas