Exposição Olhares Reminiscentes chega ao Fórum de Piracicaba no dia 7

Visitas podem ser feitas até 5 de abril, de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 18h

 

Criada no segundo semestre do ano passado para marcar o Centenário da Imigração Japonesa em Piracicaba, a exposição Olhares Reminiscentes chega ao Espaço Cultural do Fórum Dr. Francisco Morato da Comarca de Piracicaba, como parte do projeto Arte no TJ. A visitação tem início na próxima quinta-feira (7) e segue até 5 de abril, das 12h30 às 18h.

A mostra surgiu a partir de uma parceria do Departamento de Comunicação da Câmara de Vereadores de Piracicaba com o gabinete do vereador Pedro Kawai (PSDB). É composta por 34 painéis com fotografias em preto e branco do estagiário Sidney Júnior e da ex-estagiária Thaís Passos, além de ilustrações do estagiário de design Felipe Stevanatto, sob curadoria dos repórteres fotográficos Davi Negri e Fabrice Desmonts.

A proposta é ilustrar o sentimento, a história e o orgulho japonês, a partir de relatos de personagens sobre a imigração japonesa na cidade, que teve início em 1918. As imagens foram captadas durante a produção do documentário Kansha: 100 anos da imigração japonesa em Piracicaba, também de responsabilidade do Departamento de Comunicação.

O interesse para que a exposição ocupasse o Fórum veio da escrevente técnico judiciário Eliana Spadotto, organizadora do espaço cultural, ao saber das atividades feitas por Pedro Kawai para comemorar o centenário da imigração japonesa, completados em 7 de setembro de 2018, data em que a exposição foi oficialmente aberta, no hall do salão nobre da Câmara. Além deste espaço, as obras ocuparam o andar térreo do prédio anexo da Câmara –ainda em setembro– e seguiram para o Teatro Erotídes de Campos, no Engenho Central, em outubro.

Sobre o fator que mais lhe chamou a atenção na mostra, Eliana lembra das primeiras pinturas a que se tem notícia no mundo, conhecida como arte rupestre, ao fazer a analogia sobre a forma como a comunidade japonesa colaborou com a cidade. “A arte conta nossa história e, nesse sentido, o conteúdo da exposição é muito importante, pois traz um olhar sobre a cultura japonesa, que trouxe várias contribuições para o país. Em Piracicaba são várias referências, da paixão das pessoas pelo karaokê, por exemplo, até o fascínio pela gastronomia”, diz Eliana.

Primeiro vereador descendente de japoneses em Piracicaba, Kawai disse que o importante é o reconhecimento dado à colônia. “É a forma de lembrarmos a história de nossos ancestrais, tudo o que produziram ao longo dos anos e também de homenageá-los. A maior contribuição que eles nos deixaram é o ensinamento de que todos somos uma árvore e temos que fortalecer as raízes, fazermos um mundo melhor”, reforça o parlamentar, que é vice-presidente da Câmara na legislatura 2019-2020.

Eliana lembra que o projeto Arte no TJ é pensado no público frequentador do Fórum e também nos servidores, como forma de amenizar as tensões de um ambiente que, muitas vezes, é conhecido apenas pela formalidade. “A pessoa vem para um Fórum buscar a resolução de conflitos. Em alguns casos, já chega tensa, não acha que vai encontrar uma exposição. Enquanto aguarda uma audiência, tem a oportunidade de apreciar um quadro, uma escultura, fotografias, e de ficar mais tranquila”, diz, ao citar que aproximadamente 1.000 pessoas frequentam o Fórum a cada dia.

OCUPAÇÃO – Eliana explica que a proposta de ocupação artística do Fórum local nasceu em 2007, abraçada pelo então diretor, Wander Pereira Rossette Júnior, que criou em 2013 o espaço cultural. Três anos depois, quando o juiz Marcos Douglas Veloso Balbino da Silva assumiu a direção, o apoio também foi irrestrito. Já o projeto Arte e Cultura no TJ foi lançado em 2014 pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

“Em 2007, possuíamos uma exposição de obras produzidas por funcionários e familiares. Alguns anos depois surgiu o projeto Arte e Cultura no TJ, com o objetivo de humanizar o Judiciário, e a proposta seguiu para outros fóruns do interior de São Paulo. Com a criação do Espaço Cultural do Fórum Dr. Francisco Morato da Comarca de Piracicaba, a gente passou a programar exposições mensais. É um espaço sempre aberto a quem quiser participar”, informa.

Além da exposição Olhares Reminiscentes, que pode ser vista no piso térreo, o Fórum recebe no mesmo período, porém no corredor do andar superior, a mostra Mulheres da Apap, com trabalhos de artistas da Associação Piracicabana dos Artistas Plásticos pensados para marcar o Dia Internacional da Mulher.

SERVIÇO – Exposição Olhares Reminiscentes, no projeto Arte e Cultura no TJ. De 7 de março a 5 de abril, das 12h30 às 18h, de segunda a sexta-feira, no andar térreo do Fórum Dr. Francisco Morato da Comarca de Piracicaba (rua Bernardino de Campos, 55, bairro Alto). Entrada gratuita. Informações: (19) 3433-4177.

 

Comentários

Notícias relacionadas