Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Especialistas IBE-FGV falam sobre as carreiras em alta até 2020


Tecnologia, finanças, saúde e agricultura devem continuar contratando

A dica para se destacar é apostar nas competências pessoais

 

A crise política e econômica do país continua impactando diretamente o mercado de trabalho. As estimativas dão conta de que cerca de 2,2 milhões de postos devem ser fechados este ano. Para garantir um lugar ao sol, os especialistas reforçam aquilo que todo mundo já sabe: ter uma graduação é fundamental. Até a especialização já virou uma exigência. Diferencial, mesmo, é o que está além disso.

 

Fabiana Iokoi, professora da IBE-FGV, especialista em Liderança, Inovação e Gestão de Pessoa, diz que o perfil profissional desejado pelas empresas e pelo mercado pouco ou em nada difere. Então, onde é possível se destacar diante de tantos outros iguais? “Conhecimento, habilidades, atitudes e comportamentos são os ingredientes principais da diferenciação. Quanto maior o conhecimento, melhor bem empregadas as atitudes e comportamentos, maior diferenciação haverá entre você e os demais”, aconselha.

 

De acordo com a professora da IBE-FGV, Ligia Molina, especialista em Gestão de Pessoas, Liderança e Coaching Executivo, para 2016, as profissões em alta são as com foco maior em tecnologia, finanças, saúde e agricultura.

 

“Novas descobertas, novas ferramentas tecnológicas que ajudem na melhoria do dia a dia são sempre bem-vindas, ainda mais com uma geração ávida por conhecimento e novidades. Por isso, existe e sempre existirá espaço para esses profissionais”, destaca. A busca por profissionais das áreas de finanças também aumentou e segue essa tendência. Em períodos como o que o Brasil vive, os especialistas em vários níveis das áreas financeiras se tornam estratégicos dentro das corporações.

 

Profissionais da saúde em diversos segmentos, desde atendimento à pesquisa, também continuam sendo procurados e, segundo Ligia Molina, com a população envelhecendo, novas doenças e epidemias surgindo, “eles são e serão bastante solicitados”. Com um apelo global ecológico muito forte e campanhas pela responsabilidade social e ambiental, “as empresas também estão precisando e vão continuar em busca de profissionais de meio ambiente”.

 

Outro setor que continua firme e forte na economia é a agricultura. Um país fundamentalmente reconhecido por esse setor continua mantendo literalmente suas raízes e, com apoio de novas técnicas, estudos e tecnologia, vai seguir contratando.

Comentários

Dennis Moraes