Especialistas discutem políticas de saúde para controle da epidemia do diabetes

Do dia 26 a 29 de julho, a Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (Anad) promove o 23ª Congresso Brasileiro Multidisciplinar em Diabetes, doença crônica que ganhou escala epidêmica no Brasil, segundo Organização Mundial de Saúde, e atinge mais de 17 milhões de pessoas. Serão discutidas as práticas e políticas de saúde no tratamento do diabetes com especialistas e autoridades do setor público.

Na sexta-feira dia 27, às 9h, o presidente da associação, Dr. Fadlo Fraige Filho, apresentará suas investigações sobre os efeitos e a qualidade da insulina ucraniana que está sendo importada pelo Ministério da Saúde e distribuída no SUS. No mesmo dia, o presidente da International Diabetes Federation (a Federação Internacional de Diabetes), Andrew JM Boulton, fará a palestra de abertura do evento com o tema “Diabetes the Epidemy of this 21st century” e, às 15h, receberá jornalistas para falar sobre os custos de complicações e da mobimortalidade do diabetes na saúde pública e como a doença deve ser tratada como uma questão epidêmica a nível nacional e mundial.

O descontrole da doença no país é grave e causa cegueira e amputações, além de provocar 50% dos pacientes infartados e em tratamento de hemodiálise. De alto impacto socioeconômico, a última Pesquisa Nacional de Saúde estimou que os gastos com hospitalizações de diabéticos chegaram a R$ 463 milhões no sistema público de saúde no Brasil somente em 2014.

23º CONGRESSO BRASILEIRO MULTIDISCIPLINAR EM DIABETES

Data: 26, 27, 28 e 29 de Julho de 2018.

Horário: 8:00 às 18:00 horas

Local: UNIP – Universidade Paulista – Rua Vergueiro, 1.211 – Paraíso – São Paulo / SP.

Coletiva de imprensa com Andrew JM Boulton, presidente do IDF: dia 27/7, às 15h

Comentários

Notícias relacionadas