fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Escolas Esportivas de Americana alcançam mais de três mil alunos


A Secretaria de Esportes de Americana fechou o primeiro semestre de 2015 com um balanço altamente positivo de seus projetos sociais. Priorizando levar lazer e iniciação esportiva às crianças, jovens e idosos do município, as Escolas Esportivas alcançaram nos primeiros meses do ano mais de três mil alunos inscritos praticando diariamente esportes de forma gratuita.

Trabalhando exclusivamente com professores concursados e entidades contempladas pela Lei de Incentivo Fiscal, as aulas e atividades oferecidas pela Prefeitura de Americana, por meio da Secretaria de Esportes, atenderam um total de 3.406 alunos nos 49 núcleos, divididos em 18 modalidades, Escola de Goleiros e Grupos da Melhor Idade, espalhados por toda cidade.

“Seguindo a filosofia da nova administração, e atendendo um pedido do prefeito Omar Najar, priorizamos o trabalho na iniciação esportiva, lazer e recreação. Nosso foco é contribuir diretamente com a qualidade de vida do americanense”, declarou o secretário de Esportes de Americana, Roger Willians.

A meta da Secretaria de Esportes é fechar a temporada com mais de cinco mil inscritos, ampliando a participação da população em todos os núcleos. “A medida que melhorarmos a estrutura dos locais da prática esportiva, esses números tendem a crescer”, destacou o vice-prefeito.

Além de 24 professores da própria secretaria, são outros 25 ligados aos clubes, associações e ligas que voltaram a ser beneficiados com repasse do ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza). A partir de 2015, o Conselho Diretor do Fundo de Assistência do Esporte (FAE) determinou, por meio do Regimento Interno, que 20% dos valores oriundos da lei fossem investidos em projetos sociais, e o restante podendo ser utilizado para custeio de equipes de competição e autorrendimento.

“O professor passou a ter sua importância e seu papel de protagonista no esporte de Americana. Os profissionais que há anos estavam subutilizados agora tocam escolas esportivas e são responsáveis pelas modalidades. Nós mesmos nos cobramos para ampliar os atendimentos e levarmos mais esporte aos cidadãos”, destacou o professor Rodrigo Pizzi, do basquete masculino e responsável pela modalidade.

Os dados foram contabilizados nesta semana depois que os próprios professores e as entidades esportivas informaram a quantidade de inscritos por núcleo. A idade mínima, que varia de esporte, é de quatro anos e vai até 16. Existem, porém, as categorias livres em várias modalidades e de ambos os sexos. Os núcleos vão desde o Centro Cívico, as praças esportivas, velódromo, pista de BMX, campos públicos, centros comunitários, as quadras nas áreas de lazer, até as escolas públicas, como ocorre no projeto do vôlei feminino e dos basquetes.

“As escolinhas já informaram as carências de materiais utilizados no dia-a-dia e vamos comprar nos próximos dias com verba que conseguimos das empresas amigas do esporte. Já estamos orçando”, informou o subsecretário de Esportes, Emerson “Pesão” Neves Grilo.

As empresas que estão contribuindo com patrocínios diretos, além daquelas que já são parceiras da Lei de Incentivo Fiscal, são: Skimoni, Hudtelfa, PH Fit, Saltorelli, PQA Química, Dado Tintas, Mega Tintas, Beraca Sabará, Óticas Diniz e Kacyumara.

Interessados em participar das Escolas Esportivas ou núcleos da Melhor Idade devem entrar em contato com a secretaria no Centro Cívico pelo fone 3406-6111, pelo e-mail esportes@americana.sp.gov.br ou por meio do Facebook que é www.facebook.com/esporteamericana.

 

Unidade de Imprensa

Comentários

Dennis Moraes