Escola de Sumaré visita Viveiro de S. Bárbara

Quarenta alunos da Escola Estadual de Ensino Integral do Parque Santo Antonio 1 , de Sumaré, visitaram nesta semana o Viveiro Municipal de Santa Bárbara d’Oeste. O objetivo da visita foi mostrar aos educando o horto medicinal do município. Os alunos de 11 a 14 anos e professoras pretendem montar um horto medicinal na escola junto a comunidade local, divulgando as características, cultivo, propriedades e uso das plantas medicinais mais comuns.

 

Houve palestra sobre as plantas medicinais, o seu cultivo, preparo e uso ministrado por técnicos da Secretaria de Meio Ambiente. Outro assunto foi a oficina de reutilização de garrafas pet como floreiras para o plantio de mudas diversas, além da doação de mudas, como capim santo, boldo baiano, hortelã de folha gorda, hortelã pimenta, hibisco, bálsamo, alecrim, poejo do norte, poejo comum e guaco. Também foi servido um chá preparado no próprio viveiro com plantas cultivadas no espaço.

 

O secretário de Meio Ambiente, Cleber Canteiro, ressaltou que a visita foi parte de um trabalho realizado pelas crianças sobre plantas medicinais. “Essa ação foi importante para podermos ter a divulgação do uso das plantas, principalmente para crianças, que acreditamos ser os verdadeiros multiplicadores das boas práticas. A atividade integrou a parceria entre a Secretaria de Saúde e Rede de Municípios Potencialmente Saudáveis/UNICAMP”, explicou.

 

Paralelo a isso, a Secretaria intensificou o plantio de árvores nesta semana. Equipes estiveram no Vale das Cigarras. Trata-se de cumprimento de um TAC por conta de uma ocupação irregular que havia no local. Foram plantadas 500 mudas, das quais, 150 eram para o cumprimento do TAC. “O excedente foi para melhorar a condição do local. Após o plantio será confeccionado um relatório e encaminhado aos órgãos responsáveis para conferência do exigido”, disse Canteiro.

 

Foto: Luís Eduardo Deffanti e Marcel Carloni

Comentários

Notícias relacionadas