Brasil / Mundo Tecnologia 

Entenda o crescimento da indústria 4.0 no mercado atual

Sabidamente, a busca por otimizações nos processos industriais é constante, o que já originou uma série de mudanças significativas ao longo dos anos. Nesse cenário, o conceito de indústria 4.0 vem conquistando cada vez mais espaço por representar um novo estágio da tecnologia da informação, controle e automação.

 

O conceito está associado com a concepção de redes inteligentes, que envolve essencialmente a conexão de sistemas e máquinas. Dessa maneira, a forma de controlar cada etapa da produção pode obter diversas melhorias seguindo os princípios abaixo:

 

  • Descentralização: maior autonomia das máquinas;
  • Capacidade de operação em tempo real: rapidez para obter informações e tomar decisões;
  • Virtualização: sistemas supervisórios e simulações que atendem a rastreabilidade e monitoramento;
  • Modularidade: dinamismo na produção com acoplamento e desacoplamento de módulos;
  • Orientação a serviços: implantação de softwares customizados para os serviços.

 

A proposta é que as chamadas fábricas inteligentes contribuam também de maneira significativa com a autossuficiência, ou seja, por meio da capacidade de realizar manutenções, prever determinados problemas e prover a adaptação em caso de modificações inesperadas.

 

Para compreender de uma forma mais clara sobre o quanto que essas mudanças podem ter um grande impacto, pode-se abordar a importância da manutenção na indústria, seja para inspecionar e detectar possíveis disfunções como na preventiva ou para reparar um dano, que é o caso da corretiva.

 

A ponte rolante, por exemplo, é um importante equipamento para auxiliar na elevação

de itens pesados e grandes. Com recursos avançados empregados, seria possível contar com a manutenção em ponte rolante de maneira regular e reduzir significativamente desgastes e prejuízos.

 

O mesmo se enquadra em outros setores, em que a independência das máquinas se reflete na agilidade dos métodos de uma forma notável.

 

Conforme será visto ao longo do texto, por mais que a princípio possa soar como uma realidade distante,  processos associados a indústria 4.0 já compõem a rotina de diversos meios industriais e corporativos.

 

Quais são os pilares da indústria 4.0?

 

Inovações tecnológicas estão associadas a criação de projetos que atendem o conceito da indústria 4.0. Desta forma, entre os pilares, que contam com os princípios apresentados, é possível citar:

Big Data Analytics

 

Novas formas de obter, averiguar e administrar  os dados são visadas quando se fala em Big Data Analytics. Ainda mais, são estruturas de dados de grande complexidade.

 

A grande oportunidade que esse pilar proporciona para diversos setores é um maior controle em diferentes aspectos das informações.

 

Em relação a indústria 4.0, 6Cs são citados para trabalhar com dados, sendo eles:

 

  • Conexão: estabelecida com sensores, redes industriais e outros sistemas;
  • Cloud: dados conforme demanda;
  • Cyber: memória;
  • Conteúdo: informações detectadas;
  • Comunidade: compartilhamento de dados;
  • Customização: valores empregados.

 

Pode-se dizer que é um pilar que possui uma relação evidente com o cruzamento e interpretação de informações em tempo real.

 

Nesse sentido, a produtividade é favorecida, assim como  a precisão dos métodos empregados na produção ou controle de diversas áreas.

 

Internet das coisas

Devido ao termo em inglês Internet of Things, a Internet das Coisas é amplamente citada como IoT. Basicamente, corresponde a conexão de objetos com a internet.

 

Assim como outros aspectos, é capaz de gerar novas demandas e reduzir ou substituir outras, principalmente ao avaliar a maior segurança que pode ser alcançada na produção e até mesmo nas interações entre máquinas.

 

Por exemplo, no controle de estoque o esforço aplicado para a condução e preservação de uma empilhadeira elétrica toyota, um item crucial para armazenar e carregar as cargas, pode ser adaptado a novos padrões.

 

Nesse caso, uma das possibilidades seria o uso de objetos práticos para obtenção de informações e controle das máquinas, assim como a quantidade de cargas, localização de centros de distribuição e solicitação de novos equipamentos, como empilhadeira trilateral, detectando com maior praticidade um fornecedor.

 

Sistemas cyber-físicos

 

Os sistemas chamados de cyber-físicos são constituídos por componentes com sensores e baseados na Internet das Coisas, sendo também importantes para esse contexto.

 

Basicamente, esses sistemas apresentam integram entre os processos físicos, sistemas de comunicação e computadores. Dessa forma, há interação e impactos diretos.

 

Uma corporação que busca um projeto de mezanino industrial para otimizar o espaço de produção, poderia contar com a redução de resíduos, produtividade e maior qualidade nos resultados ao contratar uma empresa que investe em recursos já explorados na indústria 4.0.

 

De um modo geral, um valor agregado significativo será atribuído aos serviços ou produtos, justamente pela possibilidade de superar as expectativas dos consumidores.

 

Segurança

 

A segurança é uma grande prioridade em diversas situações e ao ser atrelada a indústria 4.0 diz respeito essencialmente a proteção dos sistemas e como consequência das informações.

 

Pode-se imaginar uma fábrica de ferramentas que atende diversos setores, que produz peças como o torquímetro eletrônico, que é ideal para apertar sistemas com roscas.

 

Ao contar com recursos associados a indústria 4.0, principalmente para tornar os procedimentos mais ágeis, essa fábrica pode contar com diversos arquivos para controlar os sistemas, entre outros dados que exigem segurança.

 

Além disso, esse pilar também está associado com uma maior confiabilidade nos sistemas, no sentido de que menos falhas comunicativas ocorram entre máquinas e os outros sistemas. 

A influência da indústria 4.0 no mercado

 

Quando se fala do impacto da indústria 4.0 no mercado como um todo, a inovação associada aos modelos de negócio é um grande destaque. Existem dois pontos que podem ser aplicados para sintetizar seu crescimento no mercado:

Relação com os clientes

 

Hoje em dia, de fato, já existem mudanças significativas em relação aos clientes, que apresentam uma exigência cada vez maior.

 

Essas exigências acompanham o trabalho das corporações em prol de soluções cada vez mais personalizadas para os clientes, o que é viabilizado principalmente pela obtenção mais fácil e rápida de dados.

 

Por exemplo, uma empresa que realiza inspeção NR 13 e investe em marketing digital pode não apenas otimizar diversos processos nos serviços prestados, inclusive no modo de gestão, como também contar com estratégias comerciais mais avançadas no meio digital.

 

Cresce cada vez mais a aplicação de recursos tecnológicos para o aprimoramento de processos, principalmente dos que são manuais e repetitivos.

 

Ainda mais, o mesmo se enquadra ao falar dos avanços associados a análise de métricas e forma de se relacionar com os consumidores.

 

Afinal, recursos preditivos são viabilizados devido aos avanços na obtenção de dados, o que contribui com que a experiência das pessoas seja cada vez mais personalizada.

Oportunidades em diferentes setores

 

É válido observar que quando se trata da indústria 4.0, muitas pesquisas indicam grandes avanços ao longo da história, como a popularização da internet e seu impacto na comunicação, transações financeiras, pesquisas científicas, entre outras significativas.

 

Com as informações apresentadas ao longo do texto, pode-se perceber que a indústria 4.0 reúne um grande potencial para ser um novo estágio ao se tratar essencialmente da tecnologia.

 

Pode-se citar como exemplo de modificação de processos industriais o painel IHM (Interface Homem Máquina, que corresponde ao meio gráfico que viabiliza a interação do operador com a máquina.

 

Devido a indústria 4.0, os painéis apresentam uma maior flexibilidade devido a automação, com performance que pode variar de acordo com os segmentos e módulos de produção.

 

Sendo assim, as demandas que devem ser atendidas em prol de melhorias dos recursos já explorados e de novos projetos, se refletem em empresas cada vez mais focadas nos pilares da indústria 4.0.

 

Consequentemente, instituições acadêmicas e de pesquisa também visam modificações. Afinal, não se trata da substituição do esforço humano, mas do aprimoramento de processos. 

 

Se por um lado é preciso preparo para administrar e realizar ajustes se necessário em novos sistemas, também é fundamental estudos cada vez mais avançados para a criar os projetos e medir os resultados.

 

Por exemplo, se uma empresa atua com manutenção preventiva em compressores de ar, por mais que sistemas que promovam a autonomia possam ser empregados no sentido da manutenção, ainda assim a atuação dos profissionais é significativa para garantir a eficiência.

 

Dessa maneira, setores variados são atingidos, desde a saúde até grandes indústrias, como a automobilística. Um exemplo que ganha cada vez mais espaço é o veículo autônomo, além das opções elétricas

 

É importante analisar essas questões e identificar a ligação com outros pontos cruciais para a sociedade, como a redução da poluição e probabilidade de um número menor de acidentes.

 

De qualquer forma, independente do setor, há grandes possibilidades a serem cada vez mais exploradas e difundidas. Além disso, planos consistentes devem ser sempre elaborados para que a tecnologia seja empregada de forma positiva nas operações.

 

Comentários

Notícias relacionadas