Encontro reúne mais de sessenta ex-alunos do Colégio Divino Salvador na Câmara

A Câmara Municipal de Americana realizou ontem (29), no saguão da Casa, um encontro com ex-alunos e ex-alunas do Colégio Divino Salvador, em comemoração aos dez anos de instalação do Poder Legislativo americanense no prédio histórico. Mais de sessenta pessoas participaram do evento, idealizado pelo presidente da Câmara, vereador Dr. Alfredo Ondas (PMDB), e que teve como objetivo resgatar a memória do colégio, um dos marcos da história de Americana.

 

Participaram do encontro os vereadores Gualter Amado (PRB), Marco Antonio Alves Jorge, o Kim (PMDB), Odir Demarchi (PR), Rafael Macris (PSDB), Thiago Brochi (PSDB), Thiago Martins (PV) e Welington Rezende (PRP). Os ex-alunos foram surpreendidos ainda com a presença de quatro professoras que fizeram parte do corpo docente do prédio – Irmã Adimir, Irmã Celeste, Irmã Maria Aparecida e Irmã Matilde.

 

Durante o evento, foram apresentadas fotos da construção do prédio e de diversos momentos das atividades do Colégio Divino Salvador, entre as décadas de 50 e 70. Houve ainda apresentação musical e o momento de confraternização dos ex-alunos com as professoras. Os vereadores destacaram a importância do reencontro. “Cada detalhe, cada foto que vocês trouxeram irá enriquecem a história do Colégio Divino Salvador. A presença de vocês é muito importante para resgatarmos essa memória”, disse o vereador Thiago Brochi.

 

“É muito emocionante ver a alegria e a emoção nos olhos de vocês por esse reencontro. Vocês viveram um pedaço importante não só das suas vidas aqui, mas também da história de Americana, então promover essa reaproximação é motivo de muita alegria”, falou o vereador Gualter Amado.

 

Os ex-alunos e ex-alunas do Colégio Divino Salvador foram convidados a trazerem fotos, documentos e objetos que remetam à passagem pelo colégio. O material coletado será transformado em arquivo permanente da Câmara Municipal de Americana, para promover o resgate da história do prédio.

 

Gerido pelas Irmãs Salvatorianas, o Educandário Divino Salvador foi inaugurado no início da década de 1950 e serviu como sede da congregação das irmãs até a década de 1970. Considerado uma das construções mais marcantes do município, o prédio recebeu a declaração de patrimônio institucional de Americana em maio de 2017, com a aprovação de um projeto de lei de autoria do vereador Marco Antonio Alves Jorge, o Kim (PMDB).

Comentários

Notícias relacionadas