Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Emanuelly Ferro, venceu o câncer e inspira esperança!

Pequena paciente é uma das beneficiadas pelo McDia Feliz 2021, campanha que anualmente arrecada recursos, contribuindo com cura do câncer infanto-juvenil

Emanuelly Ferro, tem 11 anos e em 2019 foi diagnosticada com Linfoma de Hodgkin. Ela mora em Santa Bárbara d´Oeste e teve o encaminhamento do Município ao Hospital Boldrini de Campinas e recebeu apoio Social, Emocional, Pedagógico e de Transporte diário ao Boldrini da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Santa Bárbara d’Oeste.

A história contada pela sua mãe inspira outras crianças, assim como pais ou responsáveis que estão na jornada da doença, a acreditar na cura, mesmo com a gravidade que o assunto é tratado em todo o mundo.

Nossa história começou em 15 de abril de 2019, quando a Emanuelly foi diagnosticada com Linfoma de Hodgkim, tumor maligno estágio 4 com metástase no pulmão. Em março de 2019, a Emanuelly começou com dores nas costas, cabeça e tosse. No início não dei muita importância, pois achava que seria uma gripe, mas mesmo assim levei no médico (Pronto Socorro). No primeiro atendimento, foi dito que seria uma intoxicação alimentar e após 3 dias voltamos. Solicitaram exame de raio-x, pois a tosse continuava. Foi então que o médico disse que seria uma pneumonia. Fizemos o tratamento por 8 dias e nada das dores melhorarem. Então resolvi levá-la em outro Hospital (Afonso Ramos) para ter a opinião de outro médico. Fizemos exames de sangue e outro raio-x e remédio na veia. O resultado chegou no dia seguinte e o médico que atendeu, pediu para que procurássemos um pediatra com urgência. Foi então que tudo começou… pelo exame de sangue, o pediatra constatou o câncer e já nos encaminhou para internação no Hospital Santa Bárbara. Chegando lá, já tinha uma equipe de médicos esperando a Emanuelly e já nos mandou para fazer mais exames. A médica nos informou que o caso dela era grave e seria encaminhada para o Hospital Boldrini, pois só la teria o tratamento para ela. Ficamos internadas 1 semana ainda até o encaminhamento. Foi dolorido achar que sua pequena filha iria morrer, pois foi o primeiro pensamento que vem da palavra “Câncer”. No dia 15 de abril de 2019, chegamos no Hospital Boldrini e foram 20 dias de correria até chegar no diagnóstico. Fomos atendidos por uma equipe de médicos que nos acalmou. Passamos com psicólogos no mesmo dia e explicando que teria tratamento e que 80% de chance de cura e nos mostrando crianças com o mesmo diagnostico dela. Aí a esperança voltou e aquele sofrimento se transformou em força! Foi feito biopsia para constatar o tipo de linfoma, que era maligno. Foi então que foi passado todo o tratamento de 6 sessões de quimioterapia durante 6 meses e 30 sessões de radioterapia. Neste mesmo dia, a psicóloga do Hospital Boldrini nos encaminhou para a Rede Feminina, que até então não conhecia. Fui até lá e fomos atendidas pela Letícia, Assistente Social da Rede, que com todo carinho conversou comigo e fez o cadastro. Logo vieram fazer uma visita para a Emanuelly e trouxeram um presente. Nos sentimos acolhidos com todo esse carinho e o fato de ter vindo até nossa casa, e as precauções deles com ela. Tudo que a Emanuelly precisou, recorremos à Rede Feminina. Quando ela não conseguia se alimentar, foi passado suplemento, que naquele momento não pude comprar, então a Rede Feminina nos forneceu e a maior alegria da Manu, foi quando ela ganhou a peruquinha da Rede, toda vaidosa, tinha perdido os cabelinhos! A Rede Feminina foi e continua sendo muito importante nessa caminhada. Todos os profissionais atendem a Manu com muito carinho. Seu Flávio, o motorista, que nos leva às consultas ao Boldrini, se tornou um grande amigo. Hoje estamos em tratamento com a psicóloga Esther, que é muito atenciosa e carinhosa. A Letícia também se tornou uma grande amiga, tudo que precisamos recorro a ela. E o que falar da “mãezona” Carla… muito atenciosa, carinhosa principalmente com a Manu e todos que passam por lá. Eu só tenho a agradecer toda a equipe com todo carinho que tem prestado a nossa família e a Emanuelly. Se eu for escrever a cada um e tudo que eles fazem, daria um livro, mas preciso ser breve nas palavras. Hoje, a Emanuelly foi escolhida como Criança Superação do McDia Feliz 2021 por ter sido curada e por poder mostrar às outras crianças que estão passando pela doença que as chances de cura são enormes, quando o atendimento de qualidade acontece e recebe apoio de diversas formas; todos os tratamentos, quimioterapia, radioterapia, remédios, foram correspondidos com sucesso; agora, só acompanhamentos com exames. Seguimos com o Boldrini e a Rede Feminina do nosso lado até a alta final! Obrigada a todos da Rede Feminina, que dedicam seu tempo com carinho a nós, mães, que precisamos de tanta atenção! Deus abençoe cada um de vocês”... Disse Marisa Dani, mãe da Emanuelly Ferro!

A Rede Feminina de Combate ao Câncer, de Santa Bárbara d’Oeste, atende hoje 30 crianças e adolescentes e se mantém com campanhas, eventos, o apoio de empresas e doações em geral. Atende 160 pacientes adultos, também. Há 23 anos participa da Campanha McDia Feliz e com os recursos arrecadados realizou projetos, como aquisição de medicamentos, próteses, veículos para o transporte diário das crianças para o Hospital Boldrini; construiu o CeAC-Centro de Apoio à Criança em tratamento de câncer e desenvolve Projeto Psicossocial de apoio assistencial, pedagógico, nutricional e de capacitação, que beneficiam crianças e adolescentes e seus familiares, como a Emanuelly Ferro e sua família.

“As histórias contadas pelos pais, principalmente durante a fase do diagnóstico, é quase que a mesma, ou seja, a ida pra lá e pra cá entre um médico e outro, um exame e outro, a angústia pela demora de um diagnóstico fechado, depois, se positivo para câncer, o medo e a insegurança do tratamento, as idas e vindas ao Hospital, cansaço físico e mental porque se colocam na condição de querer estar junto, a todo tempo, fazendo o que pode e, em muitas vezes, o que não pode ou não consegue; outros membros da família ficam longe do paciente, quando o tratamento hospitalar é longo; há desiquilíbrio financeiro, afastamento social, enfim, um leque de possibilidades desafiadoras. Aqui entra o trabalho das Ong´s de Apoio a Pacientes Oncológicos, como a Rede Feminina de Combate ao Câncer, que busca, por meio de uma equipe multidisciplinar habilitada e qualificada e contando sempre com a força do voluntariado, amenizar as consequências geradas pela doença. O apoio que as Casas de Apoio, como a Rede Feminina, recebem do Instituto Ronald McDonald, por meio da Campanha McDia Feliz e de outras formas de arrecadação financeiro do Instituto, é o que tem feito a diferença na vida de tantas crianças e adolescentes que chegam à cura, como a nossa Manu, que atravessou a doença e que hoje está linda de se ver, crescendo forte, inteligente e com uma vida toda pela frente, para a alegria de todos nós e de todos da sua familia!””… Disse Carla Eliana Bueno, Superintendente da Rede Feminina e Coordenadora local da Campanha McDia Feliz.

Sobre o McDia Feliz: O McDia Feliz é a maior Campanha de Mobilização para crianças e adolescentes no Brasil. Há 32 anos beneficia instituições ligadas à oncologia pediátrica e, a partir de 2018, ampliou seu impacto social e beneficia duas causas de grande importância no Brasil: saúde e educação. Além do combate ao câncer infanto-juvenil, que hoje ainda é a maior causa de morte de crianças e adolescentes por doença, por meio das instituições apoiadas pelo Instituto Ronald McDonald, a campanha também destina recursos para o Instituto Ayrton Senna, organização não governamental que, há mais de 20 anos, trabalha para desenvolver o potencial das novas gerações por meio da educação integral, ampliando suas oportunidades de vida e tornando-as agentes de transformação. No McDia Feliz, toda a arrecadação obtida pela venda do sanduíche Big Mac é destinada as mais de 50 Instituições que atuam para o aumento dos índices de cura do câncer infanto-juvenil e para o Instituto Ayrton Senna, que apoia a causa da Educação. Soma-se a arrecadação da Campanha a vendas dos tíquetes antecipados do sanduiche Big Mac ao valor de R$ 17,00, venda de produtos promocionais com a marca McDia Feliz, aporte financeiro de padrinhos da campanha e a venda balcão do sanduiche, descontados os impostos. Mais Informações: Rede Feminina de Combate ao Câncer – Rua Santa Cruz, 420 – Vila Pires – Santa Bárbara d’Oeste – SP. De Seg à Sex, das 08h00 às 17h00. www.redefemininasbo.org.br; (19) 3455-2303 – mcdiafeliz@redefemininasbo.org.br.