Política 

Em reunião promovida por Celso Ávila, farmácias demonstram interesse em funcionamento 24 horas

Com o objetivo de garantir o funcionamento 24 horas de farmácias no Município e evitar que pacientes atendidos em plantões médicos precisem se deslocar até Americana em busca de medicamentos, o vereador Celso Ávila (PV) promoveu reunião, hoje (19), na sede da Associação Comercial e Industrial de Santa Bárbara d’Oeste (Acisb). Além de contar com a presença de representantes de farmácias e da entidade que representa o comércio, o evento contou com a presença do secretário municipal de Governo, Rodrigo Maiello, do comandante Nilton Lopes, representando a Guarda Civil, e do chefe do setor de fiscalização da Prefeitura, Edson Bragaglia.

 

Na reunião, os representantes da Administração Municipal explicaram que não há empecilhos para a abertura desses estabelecimentos durante a madrugada, desde que o pedido de alvará de funcionamento seja protocolado na Prefeitura. Eles também garantiram a intensificação das rondas da Guarda Municipal em frente às farmácias que permanecerem abertas no período noturno, com o objetivo de garantir mais segurança aos funcionários e clientes desses estabelecimentos.

 

“A reunião foi muito boa. A gente já tinha a expectativa de que seria positivo e recebemos o relato de representantes de diferentes farmácias que demonstraram interesse em permanecer abertas 24 horas. Estamos muito satisfeitos”, afirmou João Batista de Paula Rodrigues, presidente da Acisb.

 

O vereador Celso Ávila destacou que pelo menos duas grandes redes de drogarias e uma farmácia de bairro pretendem manter as portas abertas durante a madrugada, o que vai beneficiar toda população barbarense. “Essa demanda vem da população que nos procura diariamente e reclama da falta de uma farmácia aberta 24 horas. Hoje, quem é atendido em plantões médicos não consegue comprar medicamento em Santa Bárbara d’Oeste após as 23 horas”, disse o vereador.

 

O proprietário da Drogaria Xavantes, Rivelino Soares Barbosa, presente na reunião, afirmou que tem interesse em manter seu estabelecimento aberto 24 horas, mas teme pela questão da segurança, uma vez que já sofreu assaltos até mesmo durante o dia. “Há interesse sim, pois a cidade possui demanda suficiente. Precisamos apenas analisar melhor essa questão da segurança”, afirmou, ressaltando que deve abrir a farmácia durante a madrugada em fase inicial de testes.

 

Redação

Comentários

Leia também...