Em reunião com diretor do DAE, vereadores questionam medidas para combater falta d’água no Município

A pedido do vereador José Luis Fornasari, o Joi (SD), o diretor-superintendente do DAE (Departamento de Água e Esgoto) do Município, Rafael Piovezan, recebeu, hoje (19), na sede da autarquia, um grupo de parlamentares, que apresentaram questionamentos a respeito da falta d’água em Santa Bárbara d’Oeste. A reunião também contou com a presença dos vereadores Felipe Sanches (PSC) e Gustavo Bagnoli (PSDB), além do diretor de gestão de Recursos Hídricos do DAE, Carlos dos Santos.

No encontro, os vereadores apresentaram diversas reclamações de moradores, de diferentes regiões da cidade, e questionaram as ações do DAE para atender à demanda de água na cidade. Joi também comentou diversas sugestões feitas por ele, desde o ano passado, e questionou a demora da autarquia em tomar medidas para ampliar a captação e a reserva no Município.

Aos parlamentares, Piovezan afirmou que a falta d’água é consequência do longo período de estiagem, uma vez que as represas do Município são compostas em quase 90% de águas da chuva e apenas 10% de água de nascentes. “Não se pode minimizar o efeito climático. Há sete meses a água não passa do vertedouro da represinha”, afirmou. Ele também destacou que, atualmente, a vazão das represas é de apenas um terço do que se consome. Já diretor de Recursos Hídricos, Carlos dos Santos, em resposta ao vereador Joi, ressaltou que não houve perda de água nas represas nem falha de manobra.

“Nós temos, hoje, em torno de 50% de perda de água no Município. É uma herança que vem ao longo do tempo, mas a gente está trabalhando para reverter isso. Temos um sistema de distribuição de água deficitário, por isso não conseguimos fazer o rodízio”, afirmou Santos. Ele explicou, ainda, que a falta d’água no Município se deve à falta de água bruta e da ineficácia do sistema na reservação de água tratada.

Ainda no encontro, o diretor do DAE listou as medidas adotadas pela autarquia para manter o abastecimento nos diferentes bairros. Em caráter emergencial, o DAE vai bombear água do Córrego Araçariguama até a Represa Santa Alice. A autarquia também promove obras para a transposição das águas do Ribeirão dos Toledos, na altura do Jardim Conceição, até a ETA IV, na avenida Prefeito Isaias Hermínio Romano, e da Usina Santa Bárbara para a ETA II, na Vila Aparecida.

Além disso, o DAE promoveu contrato emergencial para o desassoreamento de diferentes represas, com o objetivo de ampliar a reservação, e deve abrir concurso público, neste sábado, para a contratação de mais servidores, os quais devem atender, mais rapidamente, os casos em que ocorrem rompimentos em adutoras. A autarquia também tem construído tubulação para captar água do rio Piracicaba e estuda a criação de nova represa no Município, ainda sem previsão para início das obras, com o objetivo de triplicar a capacidade de armazenamento hídrico no município.

Ainda em caráter emergencial, o DAE tem contratado três caminhões-pipa, os quais fazem distribuição de água, até a madrugada, nos locais onde há falhas no abastecimento. Outra medida tomada pela autarquia é com relação à reativação do Museu da Água, para o tratamento de água destinada, principalmente, ao Hospital Santa Bárbara e à Clínica de Hemodiálise. O DAE também fez acordos com donos de propriedades rurais, onde existem grandes represas, para a captação de água.

Para o diretor de Recursos Hídricos do DAE, além de reverter a atual situação, as obras promovidas pela autarquia têm por objetivo evitar uma crise ainda maior no inverno do próximo ano, quando o período de estiagem é mais longo.

“A situação da falta d’água em Santa Bárbara d’Oeste é grave e pode piorar no próximo ano. Por isso, além de cobrar medidas da autarquia, espero que a população se conscientize, economize água, e ajude a denunciar aqueles que desperdiçam”, afirmou Joi. O vereador também sugeriu que os moradores de regiões onde ocorrem falhas constantes no abastecimento mantenham recipientes em suas residências, para o caso de o caminhão-pipa do DAE passar por essas ruas.

Comentários

Notícias relacionadas