Educação inicia “Vivências na Primeira Infância” para um futuro de realizações

Investir no desenvolvimento global da criança na primeira infância é acreditar em um futuro adulto mais equilibrado, produtivo e realizado. É com esse olhar zeloso e planejado, que a Prefeitura de Santa Bárbara d´Oeste contribui para a evolução das crianças na Educação Infantil.

Iniciado neste ano, o projeto “Vivências na Primeira Infância conta com atividades que estimulam diversas potencialidades de crianças de 0 a 3 anos. Vários eixos são trabalhados de acordo com o RCNEI (Referencial Curricular Nacional de Educação Infantil), como música, artes visuais, movimento, identidade e autonomia, linguagem oral e escrita, matemática e natureza e sociedade.

O projeto envolve alunos de 10 escolas da rede municipal de ensino. Nos últimos dias, as crianças da Emefei (Escola Municipal do Ensino Fundamental e Educação Infantil) “Profª Iraídes Ferreira Lourenço”, do Jardim Pérola, participaram de uma das atividades da sequência didática planejada pela unidade. Na Emefei Iraídes o eixo escolhido foi o da musicalidade, com o objetivo de desenvolver a percepção da presença e ausência do som por meio do tambor feito com material reciclado. Com o decorrer das etapas, os alunos aprenderão intensidade de som e ritmo, até conhecerem o instrumento musical em uma apresentação.

“Com a Lei de Diretrizes e Bases, a Educação Infantil passou a ter um olhar pedagógico e o Projeto Vivências na Primeira Infância busca reunir as melhores atividades pedagógicas realizadas nas creches municipais. Organizado pela equipe Técnico Pedagógico, o Vivências coloca em prática as intenções do prefeito Denis Andia no que diz que respeito ao desenvolvimento pleno das crianças da Rede Municipal de Ensino. Nossa expectativa é que o projeto torne-se permanente e referência de boas práticas para a Educação de Santa Bárbara”, disse a secretária de Educação, Tânia Mara da Silva.

O projeto

Com o intuito de inovar e criar referências na educação infantil de Santa Bárbara, a Prefeitura passou a investir, desde 2013, na formação das monitoras para intensificar o olhar pedagógico em suas práticas.

Cada escola que aderiu à iniciativa do “Vivências na Primeira Infância” escolheu a classe, faixa etária e o eixo a ser trabalhado. As atividades com os alunos, iniciadas neste ano letivo, visam favorecer as situações de aprendizagens, com vivências prazerosas e significativas envolvendo o cuidar, educar e brincar, estreitando a relação família escola.

Todos os encontros nas escolas são registrados pela Secretaria de Educação e pelos Apoios Pedagógicos das Unidades Escolares envolvidas no projeto, por meio de relatórios, fotografias e filmagens, levando-se em conta as aprendizagens cognitivo, comportamental e emocional das crianças. As experiências serão compartilhadas, a fim de construir um acervo de boas práticas para estudo e reflexão da rede de ensino municipal.

Comentários

Notícias relacionadas