Diretores do CCA avaliam festa como sucesso

Na opinião dos dois principais diretores do Clube dos Cavaleiros de Americana, Beto Lahr e Pé Meneghel, presidente e vice, respectivamente, a 28.a Festa do Peão Boiadeiro, encerrada na madrugada desta segunda-feira, dia 23, foi um sucesso diante de algumas dificuldades imputadas ao mega-evento deste ano. A avaliação foi feita na tarde desta terça-feira (24/6), em entrevista coletiva aos jornalistas da região. “Diante das restrições econômicas da atual realidade do país e da realização da Copa do Mundo de Futebol em nosso país, mesmo assim podemos dizer que foi um sucesso”, resumiu Beto Lahr. “Se na primeira semana tivemos um público menor do que o normal, já na segunda, que teve mais dias de atividades, recuperamos de forma significativa, cerca de 80%”, completou Pé Meneghel.

Os dirigentes explicaram que, como ocorre em quase todas as edições da Festa do Peão de Americana, esta não foi diferente em relação à diversidade de atrações e algumas inovações experimentadas. Um DJ internacional, a volta do Só Pra Contrariar, a Tenda Parada Funk, a mudança da data do desfile e artistas que se apresentaram pela primeira vez – como Anita e Lucas Lucco – estão na lista apresentada por ambos. “Infelizmente não tivemos o público esperado em shows importantes como o de Luan Santana e no primeiro sábado. Mas, no sábado seguinte, com quase 65 mil pessoas no recinto, grande parte da galera foi recuperada”, detalhou o presidente.

Na visão do vice Pé Meneghel, mesmo com quase três décadas do evento, parte da cidade, principalmente alguns órgãos de imprensa, “ainda não abraçaram a festa. Deveríamos todos caminhar juntos, em benefício de todos os envolvidos. Mas, infelizmente, alguns órgãos de imprensa, por exemplo, não deram uma capa sequer para a festa, mas ela apareceu na primeira página quando ocorrer um incidente. Isso é uma pena”, afirmou Pé Meneghel. Sobre este fato, do disparo de um tiro, provavelmente acidente, por um investigador de Campinas, o delegado seccional de Americana, José Roberto Daher, disse na coletiva que a lei diz que todos os policiais civis podem andar armados 24 horas por dia, mesmo em eventos como este. “Acredito que foi um incidente, num fato isolado, em 28 anos de festa. Infelizmente ganhou uma repercussão exagerada. Tudo está sendo apurado por nós”, garantiu.

Pé Meneghel rechaçou, também, a citação de que os preços da festa são elevados, como o estacionamento. Comparou com outros eventos do mesmo porte que, em vários casos, cobram R$ 15,00 por hora e mais R$ 5,00 a cada hora seguinte. “Aqui nosso estacionamento, que cobra R$ 30,00, é amplo, tem seguro e o preço é absolutamente justo”, disse.  Os dirigentes do CCA definiram uma data provisória, ainda, para 29.a edição do rodeio, em 2015 – de 3 a 14 de junho, mas ainda este período será avaliado para aprovação final. “O rodeio de Americana é o melhor do Brasil, os melhores shows estão aqui. Vamos continuar inovando e tentando, sempre, trazer o que há de melhor”, finalizou o presidente.

Redação

Comentários

Notícias relacionadas