Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Digital Popular apresenta clipe para a faixa “Bate com Boom”

Uma música popular para o povo, a Digital Popular une dois artistas distintos, mas com um objetivo em comum: a disseminação da cultura. Juntos, o DJ e produtor Samuca Sànchez e o cantor Aramis revelaram o projeto homônimo do grupo, agora, nesta sexta-feira (18), chega ao YouTube o clipe da faixa “Bate com Boom”.

Investindo em imagens do centro do Rio de Janeiro, a antiga capital federal, Samuca e Aramis mostram um lado mais cool da cidade atrelado à questão histórica.

“A Digital Popular é um projeto onde a gente tenta trazer tudo aquilo que foi a nossa construção de vida, de música, e do que a gente gosta. O que ouvimos nas nossas playlists, seja para deixar o tempo passar ou relembrar o que ouvíamos antigamente. É essa junção de construções”, revela Samuca.

Sobre o projeto, que teve seu planejamento em 2018, os artistas decidiram unir o que os dois fazem de melhor. Samuca, que conta com uma vasta experiência em produção, tendo trabalhado com grandes nomes do funk como Tati Quebra Barraco, MC Koringa e Mr Catra, entre outros, trouxe a expertise do estúdio, enquanto Aramis, compositor e cantor com longa carreira em diferentes estilos musicais, desde o funk ao samba, agregou com sua pegada descolada e letras profundas.

“O Aramis é um cara que eu conheço há muito tempo, e como ele fazia parte de algumas bandas, já tem uma história na música, e eu sempre achei que ele deveria impulsionar um trabalho próprio. A primeira tentativa, inclusive, aconteceu em 2018, quando a gente começou a fazer um trabalho. O tempo foi passando, eu fui amadurecendo como produtor musical, ele estudando muito música, e nos reencontramos para continuar o projeto. Foi testando e experimentando diversos beats que, unidos às letras do Aramis, conseguimos colocar em prática. É uma união entre o antigo e o novo, como essa sinergia se encontra”, acrescenta Samuca.

Para Aramis, as diferentes inspirações musicais fizeram por gerar um trabalho único, baseado em suas experiências. “O responsável pela produção foi o Samuca e eu senti bastante essa pegada da música afro, e foi aí que eu resolvi falar sobre o quanto os eventos de música preta digital tem de encontro com os eventos antigos do gênero como jongo, roda de samba, roda de coco, entre outros”, diz o artista.

Experiência

A nostalgia foi o fio condutor de toda a Digital Popular, desde a concepção das músicas e beats à finalização do clipe de ” Bate com Boom”. Aliando diversas estéticas musicais e criando uma sonoridade única, o duo traz para si uma estética baseada em suas vivências e experiências. Segundo Samuca, ritmos como o funk e a música africana estão bem presentes neste primeiro trabalho. “Fomos experimentando elementos do funk antigo, da música africana, da música nordestina, e o processo foi fluindo. O mais legal da Digital Popular é que não há um direcionamento, tudo vai tomando um corpo naturalmente, e é onde entra a expertise do Aramis na construção das letras”.

“O Aramis é um poeta, um MC e que já trabalha na área há um tempo, assim como o Samuca Sànchez. Juntos, nós dois conseguimos se encontrar e o resultado, resumindo tudo, é a Digital Popular. É a nossa essência, quem somos, o que consumimos. Em suma, é uma resposta clara à nossa existência enquanto músicos e seres humanos. Acima de tudo, um respeito à história do povo preto e a favor da resistência”, acrescenta Aramis.

Sobre a Digital Popular

Samuca Sánchez é músico, produtor e DJ carioca nascido e criado no bairro do Méier e filho de músico profissional. Com 18 anos de experiência musical, carrega na sua bagagem trabalhos solo e com bandas. Após abrir sua produtora (Porradão Records), começou a explorar mais seu lado de produtor e DJ colecionando importantes personalidades do funk como: Tati Quebra Barraco, MC Koringa, Mr Catra, MC Bó do Catarina, MC R6 entre outros.

Já Aramis Labre, cria da Zona Oeste do Rio de Janeiro, nasceu em uma família de sambistas. Apesar do contato constante com o samba, só descobriu seu lado compositor após, aos 14 anos, conhecer o Rap através do CD “Traficando informação” do Mv Bill. Depois disto, sua visão sobre o mundo e sobre como se expressar nunca mais foi a mesma.

Começou a escrever e logo entrou em uma banda de rap onde passou diversos anos. Depois disso, teve diversos projetos, incluindo um CD solo. Nunca esquecendo de suas raízes, quando sentiu a necessidade de estudar um instrumento, não pensou duas vezes ao pegar o cavaco e perceber que o rap e o samba comungam dos mesmos valores.

Juntos, os dois artistas se juntaram para lançar o projeto musical, Digital Popular, com o objetivo de procura romper o paradigma que separa a reflexão e o entretenimento, já que de acordo com os meninos, o cenário musical está passando por mais um processo de adaptação e mais uma vez a internet se mostra como uma grande aliada dos artistas, o que os mantêm otimistas é que as pessoas não perderam a vontade de explorar o novo, e foi o ponto de partida que motivou a digital a romper paradigmas misturando ritmos populares com Bass Music, mostrando os valores em comum dessas culturas.

“Bate com Boom” é uma distribuição Porradão Records.