Dia Mundial de Luta Contra a Aids – 1º de dezembro

Data visa à conscientização da sociedade sobre a doença

 

Brasil tem quase 660 mil casos de Aids registrados, de acordo com o

último Boletim Epidemiológico. Cura ainda é um assunto em experimentação

Carelink tem Programa de Atenção Integral para suporte aos pacientes, com foco no tratamento e manutenção da saúde

Na próxima segunda-feira, dia 1 de dezembro, é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, data instituída para estimular a conscientização da sociedade sobre essa doença que atinge milhões de pessoas no mundo e que merece importante atenção no que se refere a prevenção, tratamentos e, ainda, o grande preconceito em relação aos portadores do HIV.

 

De acordo com a médica imunologista Maria Helena Graça, do Programa de Atenção Integral da Carelink, apesar de ser uma doença conhecida desde a década de 80, é necessário que os cidadãos fiquem sempre atualizados sobre os riscos de se exporem a mesma e de como evitá-los. “A Aids é viral, transmitida principalmente pelo sexo sem proteção, e ataca o sistema imunológico, destruindo glóbulos brancos, o que torna o indivíduo mais suscetível a outras doenças”, explicou. Ela destaca que as formas de transmissão do HIV são pelo sangue, esperma e secreção vaginal, pelo leite materno ou transfusão de sangue contaminado.

 

A Aids é uma pandemia global e, desde o  seu  início, em 1980, até junho de 2012, o Brasil  registrou 656.701 casos de Aids, segundo o último Boletim Epidemiológico do Departamento de DST, do Ministério da Saúde. Em 2011, foram notificados 38.776 casos da doença e a taxa de incidência de Aids no Brasil foi de 20,2 casos por 100 mil habitantes, sendo 1,7 caso em homens para cada 1 em mulheres. Em relação à taxa de mortalidade, o Boletim sinaliza queda de 12% no comparativo de óbitos entre os anos de 2002 e 2011.

 

Tratamento e cura

Maria Helena afirma que são vários os tratamentos eficientes, os conhecidos coquetéis de drogas que, graças à visão de alguns e políticas públicas bem sucedidas são oferecidos de forma gratuita e contínua, permitindo uma melhora importante na qualidade de vida e sobrevida dos portadores desse vírus.  “O soropositivo para HIV é um cidadão que trabalha como outro qualquer, é produtivo e tem condições de exercer plenamente seu potencial. Tenho pacientes e até amigos, pois nesse tipo de patologia a relação de confiança é enorme, em acompanhamento ha mais de 20 anos”, comentou a médica da Carelink.

 

Sobre a cura, Maria Helena diz que é um assunto ainda em experimentação. “Existe a possibilidade e está para ser lançada uma vacina que se propõe a imunizar a população quanto ao vírus HIV, mas esse é um trabalho para beneficiar as gerações futuras quando começarem suas vidas sexuais para que o façam com mais segurança, não tendo impacto para os milhões já contaminados, assim, para essa população o horizonte é pleno de possibilidades com os tratamentos já padronizados, bastando ter cuidados especiais com suas atividades de vida e sexuais para não ser re-exposto a novas cepas virais que poderiam, potencialmente, quebrar o equilíbrio obtido com sua imunidade e a carga viral que possuem  atualmente ”, considerou.

 

Suporte especial

A Carelink tem grupos de apoio para todas as patologias crônicas, inclusive Aids e hepatites. “Nossa equipe tem profissionais que orientam e dão suporte para os tratamentos, além de acompanhar as atividades de vida e trabalho e ações para manutenção da sua saúde de cada paciente”, explicou Maria Helena.

 

Sobre a Carelink

Oferece suporte para empresas e seus colaboradores para que todos tenham o melhor aproveitamento do sistema de saúde. Integra a empresa, com sua operadora de plano de saúde e a rede de prestadores criando uma relação mais saudável e sustentável, estimulando o uso racional dos recursos.

 

Através de uma equipe qualificada, experiente no mercado e tecnologia, desenvolveu um sistema próprio de gestão de saúde que atende 620 mil pessoas. Assim, conta com ferramentas e soluções para gerar informações personalizadas que, juntas aos serviços apropriados, irão alcançar resultados mais eficientes e pessoas mais satisfeitas. Um futuro com menos imprevistos, eventualidades e prontos-socorros.

Comentários

Notícias relacionadas