SB24Horas

Notícias na hora certa!

Dia Mundial da Síndrome de Down: funcionários da Arcos Dorados recebem treinamento personalizado para crescerem profissionalmente

Operadora do McDonald’s é referência na inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho e conta histórias de funcionários para celebrar a data

 

O Dia Internacional da Síndrome de Down é celebrado em 21 de março e chama atenção para a importância de estimular a integração dessas pessoas em todos os âmbitos da sociedade, principalmente no mercado de trabalho. Consciente de que pode fazer a diferença nas comunidades em que atua, a Arcos Dorados, empresa que opera a rede McDonald’s em 20 países da América Latina e Caribe, tem como um dos focos do Somos, seu Comitê de Diversidade & Inclusão, a empregabilidade de pessoas com deficiência, além de reforçar a importância da conscientização sobre a igualdade de direitos e oportunidades. O incentivo da empresa para desenvolver seus funcionários com síndrome de down proporciona transformações na vida desses profissionais.

 

E em muitas dessas histórias, conquistar uma vaga de emprego vai além do aspecto profissional, contribuindo também para a realização de sonhos. Este é o caso de Camila Bizyak Bernardes, 41 anos, uma das personagens mais queridas do McDonald’s da Avenida Brasil, em Campinas. Funcionária com Síndrome de Down do Méqui desde 2001, ela é figurinha carimbada no restaurante, e tornou-se tão popular entre os clientes que passou a ser reconhecida na rua. “Fomos a um restaurante há pouco tempo, e as pessoas paravam constantemente para cumprimentá-la. Quando perguntei quem eram, ela disse: ‘são meus clientes, mãe. São meus amigos”, conta Solange Bizyak, mãe de Camila. E não é para menos! Afinal, para Camila, aquele não é apenas seu trabalho. “O McDonald’s é a minha casa”, afirma ela, cheia de orgulho.

 

Camila foi indicada para trabalhar no McDonald’s pela Fundação Síndrome de Down, em Barão Geraldo, distrito de Campinas, e está lá desde então. “Temos a forma como ela vai e volta ao trabalho como termômetro para saber o quanto ela gosta. Ela está sempre feliz com emprego”, conta Solange. “Todos do restaurante sempre foram muito gentis com ela, e a ajudaram em todo o processo. Hoje, ela é mais confiante e reivindica aquilo que é seu pela autonomia que o McDonald’s deu para ela”, diz a mãe. “Mais do que isso, hoje a Camila é um exemplo para muita gente! A representatividade que ela carrega é muito importante”, conclui.

 

Após começar a trabalhar no McDonald’s, há pouco mais de 20 anos, Camila foi surpreendida por uma situação inusitada. Enquanto trabalhava, notou que um cliente e seu Gerente falavam sobre ela. Ela, prontamente, colocou alguns guardanapos em uma bandeja e levou até eles, dizendo: “caso o senhor precise de alguma outra coisa, é só me chamar”. O cliente, emocionado, teve que conter as lágrimas. O motivo pelo qual ele e o Gerente da unidade falavam sobre Camila era porque o cliente tinha acabado de ter um filho com síndrome de down, e ficou encantado de ver a jovem trabalhando. Foi um momento de muita emoção para todos.

Hoje, Camila trabalha com muita alegria. “Eu gosto do meu trabalho; tenho muito orgulho! Tenho amigos, chefes e gosto muito de trabalhar direito”, conta ela. “Eu fico no Drive, no balcão, nas bebidas… Um orgulho na minha vida é o McDonald’s!”, completa.

 

 

Histórias como o de Camila fazem parte do quadro de aproximadamente 1.500 funcionários com diversos tipos e graus de deficiência que trabalham na Arcos Dorados. Desse total, cerca de 71% têm deficiência intelectual. A companhia mantém um olhar atento e individualizado para essas pessoas e, por meio do programa Inclusão Além da Cota, busca criar posições de trabalho e ampliar as oportunidades de desenvolvimento para pessoas com deficiência, além de contemplar uma série de ações afirmativas para ampliar a experiência desses profissionais na empresa. A Arcos Dorados acredita que, além de incluir, é preciso oferecer oportunidades para o crescimento profissional desses colaboradores. E não é à toa que nos últimos dois anos, mais de 4 mil horas de capacitação teórica foram ministradas pela universidade corporativa da rede, Hamburger University, para pessoas com deficiência. Como resultado desses esforços, apenas em 2021, cinco oportunidades de promoções para cargos de liderança nos restaurantes McDonald’s da rede foram conquistadas por funcionários com deficiência. Recentemente, essa iniciativa foi contemplada com o Selo Municipal de Direitos Humanos e Diversidade, concedido pela Prefeitura de São Paulo.

 

“Somos reconhecidos como um dos maiores geradores de primeiro emprego no Brasil e sabemos do nosso potencial para a mudança de vida de muitas pessoas. Promover iniciativas de inclusão e empregabilidade é uma de nossas prioridades. Ter profissionais com deficiência no nosso time traz uma série de benefícios para eles, mas também humaniza a empresa e cria uma cultura de pertencimento ainda mais forte em nossos funcionários”, afirma Fábio Sant’Anna, Diretora de Gente, Diversidade e Inclusão da Arcos Dorados no Brasil.

 

Reconhecimento Great Place to Work

 

A Arcos Dorados mais uma vez marca presença no ranking do Great Place to Work (GPTW), que indica quais são as empresas que oferecem, no Brasil, os melhores ambientes de trabalho a seus funcionários. Desta vez, a companhia ocupa a segunda posição na categoria “empresas de grande porte do varejo”, com mais de 10 mil funcionários. Já em “empresas médias de varejo”, o reconhecimento se estendeu também ao Grupo Levvo, uma das franqueadas do McDonald’s no Distrito Federal e em Goiás, que novamente ocupa a 1ª posição no ranking, assim como em 2020.

 

Com participações e premiações no ranking desde 1997, a Arcos Dorados reforça o conjunto de crenças que a companhia coloca em prática em todas as oportunidades que possui. Entre elas, destaque para a geração de oportunidade para o primeiro emprego e incentivo ao crescimento profissional a partir de um plano de carreira estruturado, treinamentos e capacitações, programas de aprimoramento, além de iniciativas que tem o objetivo apoiar e impactar positivamente a vida dos seus funcionários.

 

Vagas para pessoas com deficiência

 

O McDonald’s tem, atualmente, 150 vagas abertas em seus restaurantes em todo o Brasil. A companhia conta com uma equipe de profissionais dedicados à captação, contratação e acompanhamento de pessoas com deficiência, que contempla gestores de inclusão, médicos do trabalho, enfermeiros e gerentes selecionadores. Atualmente, a rede emprega pessoas com deficiência física, auditiva, visual, mental e intelectual. Os interessados podem se inscrever por meio do link: https://jobs.kenoby.com/mcdonalds. Por sua atuação pela inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, a Arcos Dorados já recebeu o Prêmio Reconhecimento Global – Boas Práticas de Empregabilidade para Trabalhadores com Deficiência, concedido pela ONU.

 

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo e a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe. A companhia conta com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias locais de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios dessas regiões. Atualmente, a rede possui mais de 2.250 restaurantes, entre unidades próprias e de seus subfranqueados, que juntos empregam mais de 90.000 funcionários (dados de 31/12/2021). A empresa também mantém um sólido compromisso com o desenvolvimento das comunidades nas quais está presente e com a geração de primeiro emprego formal para jovens, além de utilizar sua escala para impactar de maneira positiva o meio-ambiente. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia por favor visite o nosso site.