fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Santa Bárbara d´Oeste

Dez alunos do NEI da Fundação Romi são medalhistas na OBA 2020

DEZ MEDALHISTAS NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA E ASTRONÁUTICA]

 

Neste mês de novembro, alunos do Núcleo de Educação integrada da Fundação Romi participaram da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), a maior olimpíada científica do Brasil. Nesta edição, em formato virtual, as conquistas vieram para celebrar o bom desempenho. Foram 10 medalhas, sendo sete de ouro, uma de prata e duas de bronze.

A olimpíada é dividida em quatro níveis – os três primeiros são para alunos do ensino fundamental e o quarto, para os do ensino médio – e a prova é composta por dez perguntas: sete de astronomia e três de astronáutica. A maioria das questões é de raciocínio lógico. As medalhas são distribuídas conforme a pontuação obtida por cada nível.

Orientados pela educadora de Química, Brígida Queiroz, com auxílio do professor de Física, Alexandre Galetti, esta é a quinta vez, desde 2016, que alunos do NEI da Fundação Romi participam da OBA. “Tivemos a participação de 12 alunos, e conquistamos 10 medalhas, , sendo sete de ouro, uma de prata e duas de bronze”, conta Brígida. “Realizar a prova da OBA exige concentração, disciplina e ótima interpretação das questões, mais ainda no formato virtual. Nossos alunos conseguiram excelentes resultados pois refletem o que é a metodologia do Núcleo de Educação Integrada da Fundação Romi, com autonomia, responsabilidade e protagonismo”, explica a educadora.

Ericka Vitta, diretora do NEI da Fundação Romi, destaca a importância da participação dos alunos. “Mais do que medalhas e diplomas de participação, as olimpíadas científicas proporcionam novas descobertas, ideias, técnicas e conhecimentos, também incentivam o trabalho em equipe, reforçando hábitos de estudo, o despertar de vocações científicas e os vínculos de cooperação entre equipes de estudantes e professores”, afirma a diretora Ericka.

Algumas universidades, como a Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, vem adotando o processo de Vagas Olímpicas. Podem se inscrever estudantes de escolas públicas e privadas, que sejam medalhistas ou tenham um ótimo desempenho em competições de conhecimento do ensino médio, como as olimpíadas de Matemática, Biologia, Física, Química, História e Robótica, dentre outras. “Alguns alunos estão no 8º ano. Olha quantas Olimpíadas poderão participar e construir este portfólio”, destaca a educadora Brígida. “Estou muito feliz pelo resultado conquistado, e parabenizo nossos alunos e todos educadores do NEI da Fundação Romi. É uma conquista de um trabalho em parceira entre alunos, educadores, escola e família”, conclui.

O Núcleo de Educação Integrada da Fundação Romi segue com Matrículas Abertas para o ano de 2021, da Educação Infantil ao Ensino Médio. Para conhecer mais sobre, acesse educacaoquetransforma.org.br.

Sobre o Núcleo de Educação Integrada

O Núcleo de Educação Integrada é uma escola de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio cujo sistema de ensino, por meio de desafios e vivências laboratoriais, faz do aluno agente ativo de sua formação. Baseado na resolução de problemas (PBL – Problem Based Learning), no aprendizado baseado em equipes (TBL – Team Based Learning) e tendo por essência a valorização do lúdico, o desenvolvimento da autonomia e o estímulo às competências socioemocionais, a metodologia ativa do NEI salvaguarda cada idade e fase da aprendizagem. Sua proposta pedagógica atende as exigências curriculares previstas pelo Ministério da Educação e se amplia à medida que as Áreas do Conhecimento se integram e resignificam o saber. Através de uma tecnologia problematizadora, crianças, adolescentes e jovens são instigados a pesquisar e a resolver inquietações, favorecendo o desenvolvimento de competências socioemocionais necessárias aos desafios contemporâneos, à autonomia e às relações interpessoais. O Núcleo de Educação Integrada fica à Av. Monte Castelo, 1095, Jd. Primavera, em Santa Bárbara d’Oeste, SP. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br/nei.

Sobre a Fundação Romi

Seu legado iniciou em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi. Tendo como missão promover o desenvolvimento social e humano através da educação e cultura, a Fundação Romi é pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, beneficiando mais de 30 mil pessoas, por ano, através de seus dois grandes eixos: Educação e Cultura. Mantenedora do Núcleo de Educação Integrada, sua escola de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, oportuniza a formação integral, autônoma e protagonista de crianças, adolescentes e jovens. Promove, por meio de seu Centro de Documentação Histórica, a preservação da história da cidade e região com o processamento técnico da memória do município para guarda, preservação e disponibilização do acervo à população para consulta e pesquisa.  Tem na educação patrimonial, destinada para alunos da educação básica, a disseminação do conhecimento da história local como elemento de cultura e cidadania. Na Estação Cultural de Santa Bárbara d´Oeste que, por meio de oficinas livres, culturais e de formação, projetos de fomento à economia criativa, de elevação do status cultural e de ações socioeducativas atende milhares de pessoas por ano. A Fundação Romi está localizada à Avenida João Ometto, 200, Jardim Panambi, em Santa Bárbara d´Oeste. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br.

Comentários