Brasil / Mundo Variedades 

Detran.SP lista dicas de segurança para motociclistas

Uma das orientações mais importantes é o uso do capacete, que além de ser obrigado por lei é uma importante medida de segurança

 

Você sabia que um terço das mortes no trânsito é de motociclistas? Quem dirige esse tipo de veículo deve redobrar os cuidados e a atenção às regras de trânsito. Por isso, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) traz algumas dicas de segurança.

Uma das orientações mais importantes é o uso do capacete. Além de ser uma importante medida de segurança, é lei: seu uso evita multa de R$ 293,47 (gravíssima) e sete pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação). O uso do capacete é obrigatório para o piloto e passageiro que, inclusive, não pode ser transportado fora do assento ou ser menor de sete anos de idade.

Os motociclistas também devem usar capacete com viseira ou óculos de proteção. Nada de andar com a viseira levantada porque o item protege a visão contra pedras e insetos, por exemplo, que podem atingir o olho do condutor.

Outra dica importante é não conduzir a motocicleta rebocando outro veículo (outra moto, por exemplo), transportando carga incompatível ou então não segurar o guidom com ambas as mãos. Nestes três casos, a multa por descumprimento é de R$ 195,23 (infração grave) e rende cinco pontos na CNH.

A motocicleta também precisa estar com os itens de segurança em dia. Conduzir o veículo com os faróis apagados (ou queimados) é infração gravíssima, rende multa de R$ 293,47 e sete pontos na habilitação. Dar a seta ao mudar de faixa ou de direção, andar dentro do limite de velocidade da via, não usar o celular e respeitar o pedestre são obrigatoriedades do motociclista.

Dirigir com calçados adequados, com vestimenta e comportamento corretos, de forma a garantir a segurança e a tranquilidade no trânsito, são atitudes fundamentais para evitar acidentes e mortes.

A principal delas é não pilotar o veículo usando calçado que não se firme nos pés ou comprometa a utilização dos pedais. Entre os exemplos estão chinelos, sandálias, tamancos e sapatos de salto. Nessa situação, o melhor é dirigir descalço.

Na motocicleta, é necessário estar com calçado fechado. O vestuário também deve ser adequado e aprovado pelo Conselho Nacional de Trânsito. Já os motociclistas profissionais (mototáxi e motofrete) devem estar com os coletes refletivos visíveis.

Outra postura importante é manter a distância, já que com as chuvas de Verão a pista tende a ficar escorregadia.

 

Portal do Governo de SP

Comentários

Leia também...