Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Deputada Bebel defende o veto ao projeto que extingue meia entrada

A deputada estadual Professora Bebel (PT) votou contrária o projeto de lei 300/2020, de autoria do deputado Arthur do Val, aprovado nesta semana pela Assembleia Legislativa de São Paulo, que extingue a meia entrada para atividades culturais no Estado de São Paulo, e agora defende que a propositura seja vetada pelo governo estadual. Em suas redes sociais, a parlamentar escreveu: “reafirmo minha posição contrária a esse projeto!”

Para ela, o argumento do autor é que a meia entrada não deveria ser concedida a estudantes e idosos e sim a todas as pessoas, de “zero a 99 anos”. Porém, na prática, argumenta que não existirá mais meia-entrada, pois os empresários do setor fatalmente transformarão os atuais preços integrais em “meia-entrada”.

Bebel diz que se sancionada, a nova lei provocará, entre outros efeitos, maior elitização das atividades culturais, cerceamento do direito da juventude e dos idosos à fruição das manifestações culturais pagas, o esvaziamento dos espetáculos e outras manifestações culturais face às dificuldades financeiras de segmentos hoje beneficiados pela existência da meia entrada. “O acesso à cultura é um dos direitos mais importantes numa sociedade que busque um futuro promissor e justo. Os jovens, sobretudo das camadas mais pobres, ficarão efetivamente privados deste direito com a extinção da meia-entrada”, diz.

Portanto, a deputada Professora Bebel afirma que esse projeto precisa ser vetado pelo governador do Estado, para que seja preservado um direito de altíssima relevância social. “Apoiarei todas as mobilizações neste sentido!”, escreveu.

 

Texto de Vanderlei Zampaulo – MTb-20.124