SB24Horas

Notícia na hora certa!

Depois de pedido da Comissão de Saúde da Câmara, Prefeitura substitui prestadora de serviços em prontos-socorros

Depois de apontamento da Comissão Permanente de Política Social e Saúde da Câmara barbarense, a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste rescindiu contrato com a empresa prestadora de serviços nos prontos-socorros Dr. Afonso Ramos e Dr. Edson Mano. A rescisão unilateral do contrato foi publicada no dia 21 de dezembro, assinada pelo prefeito Rafael Piovezan (PV).

“Depois de tantas reclamações com relação à falta de médicos pediatras e clínicos gerais, a Comissão da Saúde da Câmara Municipal enviou um ofício ao prefeito e à secretária municipal de Saúde, Lucimeire Rocha, pedindo a rescisão do contrato com a empresa Vannini&Delatim Serviços Médicos E Nutricionais LTDA, assim como a imediata contratação de outra empresa, para para atender a população com dignidade”, afirmou Carlos Fontes (PSL), integrante da comissão, que é presidida pela vereadora Esther Moraes (PL) e ainda conta com a participação do vereador Bachin Jr (MDB).

No pedido de substituição da empresa, protocolado no dia 16 de dezembro, os parlamentares destacavam a ausência de funcionários para atender os pacientes e ressaltavam as inúmeras reportagens veiculadas pela imprensa regional, assim como relatos de munícipes em suas redes sociais, tratando dessa situação. As principais críticas eram relacionadas à falta de pediatras nos prontos-socorros e às longas filas de espera por atendimento nesses locais. Ainda no ofício protocolado no Poder Executivo, os parlamentares citavam reunião promovida com a secretária de Saúde, em 25 de novembro, na qual já haviam relatado a existência dessas falhas no atendimento.

“Estamos acompanhando com muita seriedade os acontecimentos nos prontos-socorros da nossa cidade e buscando realizar um diagnosticado e apontar caminhos com relação a melhorias, nesse momento, em que assistimos um aumento nos casos de COVID-19 e influenza, é urgente que nossa cidade elabore um plano de atendimento emergencial e que também estruture a atenção básica”, disse a vereadora Esther Moraes, presidente da comissão.

Já o vereador Carlos Fontes destacou que, na Tribuna da Câmara, cobrava há meses a substituição da empresa terceirizada responsável pelo atendimento nos PSs (prontos-socorros). “Uma empresa que presta um péssimo serviço à população, sendo paga com dinheiro do povo, tem de ser trocada imediatamente”, afirmou, ressaltando que a comissão da qual ele faz parte continuará acompanhando o serviço da nova contratada, que deve iniciar os trabalhos no próximo dia 9 de janeiro.

“A Administração agiu de forma responsável ao rescindir o contrato com a Vannini & Delatim. É fato que o atendimento está muito aquém do que nossa gente merece. Fica a esperança de significativo avanço nessa prestação de serviço pela nova empresa chamada”, complementou o vereador Bachin Júnior.