Dengue: Saúde alerta para cuidados durante as viagens no carnaval

A Secretaria de Saúde de Santa Bárbara d’Oeste, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, segue com orientações de combate e controle do “Aedes aegypti”, mosquito transmissor da Dengue e da Febre Chikungunya. Uma das medidas adotadas é o reforço das orientações para as pessoas que irão viajar durante o feriado de Carnaval. Se ao retornar de viagem, a pessoa começar a apresentar sinais e sintomas característicos, deve procurar imediatamente o Serviço de Saúde.

Os principais sintomas da Dengue e da febre Chikungunya são dores nas articulações, dores de cabeça e no corpo, além da presença de manchas avermelhadas. Ambas são transmitidas pelo mesmo mosquito e as medidas de prevenção são as mesmas, como manter os quintais e terrenos baldios limpos. Na época de chuvas a situação se agrava, com acúmulo maior de água parada, período propício para a proliferação do vetor.

O coordenador da Vigilância em Saúde, Ivan Luis Carpim, destacou a importância dos cuidados adotados nos períodos de feriado, como o Carnaval. “Se for viajar a pessoa deve se informar sobre a situação da dengue e da febre chikungunya no local de destino planejado e tomar os cuidados necessários. Se ao retornar apresentar algum sinal ou sintoma característico das doenças, deve procurar os serviço de saúde, UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e/ou Prontos Socorros, o mais rápido possível, não se esquecendo de relatar para onde viajou. Essas informações são importantes para que possa ser avaliado, notificado e colhido o exame específico para a confirmação da doença e consequentemente realizadas as demais ações de controle por meio da Vigilância Epidemiológica e do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses)”, explicou.

Carpim destacou que as ações para evitar a transmissão da dengue e chikungunya dependem do esforço coletivo da sociedade, sendo fundamental que a população faça a sua parte. “A Secretaria de Saúde, por meio dos órgãos competentes e com apoio de todas as demais secretarias e DAE (Departamento de Água e Esgoto), continua realizando de forma ininterrupta as vistorias em imóveis, locais especiais, pontos estratégicos, além de realizar bloqueios para eliminação de criadouros e nebulização em áreas com casos positivos da doença. Pedimos que a população continue atenta, eliminando criadouros no espaço doméstico, impossibilitando assim que ovos, larvas e pupas do mosquito cheguem ao estágio adulto”, completou.

Sinais de alerta

A Dengue é uma doença que pode evoluir rapidamente da forma clássica para quadros de maior gravidade;

A pessoa só desenvolve imunidade para o tipo de vírus que contraiu e pode infectar-se com outro sorotipo, o que aumenta o risco de doença hemorrágica;

A identificação precoce dos casos de dengue é de importância fundamental para o controle das epidemias;

Combater os focos do mosquito transmissor é a única maneira de prevenir a transmissão da doença.

Além de reservatórios de água totalmente fechados, mantenha cuidados na inspeção de criadouros menos perceptíveis como calhas e ralos externos; não deixe de realizar a limpeza e troca frequente da água destinada a animais domésticos, bandejas de condicionadores de ar e de refrigeradores.

Foto: Arquivo

Assessoria de Imprensa

Comentários

Notícias relacionadas